Prefeitura isenta comércio ambulante de taxas

Máscaras - Isolamento Social - Novo Coronavírus - Movimento no centro de comércios de Mogi das Cruzes - Avenida Voluntário Fernando Pinheiro Franco - Empreendedores de rua
Máscaras - Isolamento Social - Novo Coronavírus - Movimento no centro de comércios de Mogi das Cruzes - Avenida Voluntário Fernando Pinheiro Franco - Empreendedores de rua - FOTO: Mariana Acioli

O prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha (Pode), sancionou a lei que estabelece a isenção das taxas de licença para o comércio ambulante da cidade. A medida, que beneficia os empreendedores de rua licenciados da cidade, é exclusiva para o ano de 2021, e tem como objetivo reduzir os impactos das restrições e efeitos econômicos provocados pela pandemia de Covid-19.

"Várias áreas da economia foram muito prejudicadas pela pandemia do coronavírus, incluindo os empreendedores de rua, em especial pela redução de deslocamento das pessoas nas ruas", afirmou o secretário municipal de Finanças, Ricardo Abílio.

O impacto orçamentário do benefício, para o orçamento da Prefeitura, será de aproximadamente R$ 39 mil. "Mas não faltarão recursos para os serviços da Prefeitura de Mogi das Cruzes, devido a um trabalho árduo da atual gestão para que obtivéssemos economia com as revisões contratuais e redução de despesas", completou o secretário Ricardo Abílio.