Nova rede pretende melhorar distribuição e reduzir perdas

Reservatórios instalados na Vila Oroxó têm capacidade para 2 milhões de litros cada
Reservatórios instalados na Vila Oroxó têm capacidade para 2 milhões de litros cada - FOTO: Ney Sarmento/Arquivo/PMMC

Dando continuidade aos investimentos para melhorias na distribuição de água na cidade, o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) avança com as obras de setorização da região leste, iniciadas ontem, da implantação de uma nova tubulação na avenida Lothar Waldemar Hoehne (via Perimetral), entre a Ponte Grande e o Jardim Maricá. É uma obra importante para aumentar a disponibilidade de água e controle da pressão para aquela região da cidade, que além do Jardim Maricá e Ponte Grande, inclui bairros como Bella Cittá, Jardim Aracy, Itapety e Vila Oroxó.

Outro objetivo é colocar em operação os dois novos reservatórios instalados na Vila Oroxó, com capacidade para 2 milhões de litros de água cada um. Além de melhorar o atendimento na região, essas estruturas proporcionarão uma reserva estratégica de abastecimento, diante do cenário de escassez de chuvas e possível crise hídrica nos próximos meses - o Sistema Nacional de Meteorologia (SNM), do governo federal, emitiu um alerta de emergência hídrica para a região que abrange o Estado de São Paulo, devido à previsão de chuvas abaixo da média no período de junho a setembro.

"Para aumentar a segurança do abastecimento público, o Semae avança com as obras na Perimetral. Este trabalho inclui o assentamento de uma nova tubulação, obras de setorização e instalação de instrumentos para controle de pressão e vazão, como parte de nossas ações para redução de perdas", explicou Wagner de Carvalho Moraes, da Divisão de Distribuição de Água da autarquia.

Por ser uma avenida de tráfego intenso, o Semae, em decisão conjunta com a Secretaria Municipal de Transportes, optou por realizar os serviços somente no período da noite, para evitar grandes impactos no trânsito, já que será necessário interditar uma faixa da pista sentido Ponte Grande - Jardim Maricá (entre a rua Cabo Diogo Oliver e a avenida Antônio de Almeida). Somente a recomposição do asfalto é que será feita durante o dia.

A previsão é de que a obra, que é de grande porte, seja realizada em aproximadamente três meses. Haverá sinalização para segurança de motoristas, pedestres, ciclistas e motociclistas.

"Esse tipo de obra, pelo porte e extensão, pode gerar alguns transtornos temporários, como barulho, poeira e congestionamentos. Mas solicitamos a compreensão da população durante este período, pois, superada a fase de implantação, todos poderemos usufruir de um sistema de abastecimento mais eficiente", destacou o diretor-geral-adjunto do Semae, Michel Reche Beraldo.

A setorização é a divisão de uma grande área de distribuição em sistemas menores para aperfeiçoar o fornecimento de água e o gerenciamento de pressão, agilizar manutenções e diminuir perdas.

O investimento total previsto nas obras de setorização da região leste é de R$ 10 milhões, incluindo os materiais. Os bairros beneficiados são os atendidos pela Estação de Tratamento de Água (ETA) do Socorro, e vão de Sabaúna à Vila Oroxó, passando por Botujuru, todo distrito de Cezar de Souza, Jardim Maricá, Ponte Grande, Jardim Aracy e Itapety, ao longo da margem direita do rio Tietê.

Deixe uma resposta

Comentários