Consumo de hortaliças pode ser beneficiado pelo inverno

Como exemplo, nos casos das alfaces, produto pode dobrar de tamanho nesta época do ano em Mogi das Cruzes
Como exemplo, nos casos das alfaces, produto pode dobrar de tamanho nesta época do ano em Mogi das Cruzes - FOTO: Daniel Carvalho/Mogi News

O perfil no consumo de hortaliças muda e se torna mais diversificado com a chegada do inverno, possibilitando que as famílias comprem estes alimentos de maneira mais variada do que em outras estações. Isso ocorre porque durante o frio, grande parte das hortaliças, principalmente as folhas, se desenvolvem e crescem mais.

Esta foi a explicação do presidente do Sindicato Rural de Mogi das Cruzes, Gildo Saito, na tarde de quinta-feira. No inverno, algumas plantações de alimentos que necessitam do calor para amadurecer devem passar por este processo naturalmente de uma forma mais lenta, como o morango e a nêspera. No entanto, com a maior parte das hortaliças acontece o contrário.

"Por este motivo, é comum que nesta estação os consumidores levem apenas um pé de alface grande, por exemplo, enquanto compravam o dobro durante o verão. Assim, há espaço para que eles comprem outras hortaliças, tornando a alimentação mais variada", explicou Saito.

Apesar das baixas temperaturas, ainda não há grandes prejuízos notados pelo Sindicato Rural de Mogi. Apenas nos bairros Conjunto Santo Ângelo e Jundiapeba alguns produtores perderam alguns pés de alface em decorrência do frio, já que essa região de Mogi tende a sofrer mais prejuízos.

"Em toda a cidade nós ainda não observamos muitas complicações pelo frio, apenas nestes bairros. A situação passa a ficar preocupante quando as temperaturas atingem 3ºC ou 4ºC, quando surge a geada negra", apontou o presidente do Sindicato Rural.

A geada que se forma em toda a superfície das folhas e caules, ainda de acordo com ele, queima as plantas fazendo com que os produtores percam quantidades consideráveis de hortaliças. As informações divulgadas nesta semana pelo Climatempo, apontaram que o Alto Tietê terá como temperatura mais baixa até hoje os 5ºC.

Já as máximas devem variar e alcançar até os 23ºC, até o próximo domingo na região. Há dois dias, a madrugada da última quarta-feira foi considerada a mais fria dos últimos 5 anos com os termômetros marcando 6,3ºC às 4 horas no Mirante de Santana, onde é feita a medição oficial pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), na zona norte da capital paulista.