Patrulha Ambiental é criada para atuar na preservação

Grupamento tem veículo para locais de difícil acesso
Grupamento tem veículo para locais de difícil acesso - FOTO: Divulgação/PMMC

A Prefeitura de Mogi das Cruzes lançou nesta semana a Patrulha Ambiental, da Guarda Civil Municipal (GCM). O novo grupamento atuará em uma parceria entre as Secretarias Municipais de Segurança e do Verde e Meio Ambiente, trabalhando principalmente na preservação das áreas de proteção ambiental.

O grupamento reúne quatro guardas municipais, que contam com um veículo específico, com tração 4x4 para circular em locais de mais difícil acesso. O trabalho será desenvolvido por meio de patrulhamento em áreas de proteção ambiental e de proteção permanente, além da verificação de denúncias apresentadas pela população.

"Esta é uma iniciativa inédita em Mogi das Cruzes para garantir a preservação da natureza, impedindo, por exemplo, ocupações irregulares, desmatamento, entre outros crimes contra o meio ambiente", destacou o prefeito Caio Cunha (Pode).

Os integrantes também estão passando por um treinamento específico para o trabalho de fiscalização ambiental. Ele terá 68 horas destinadas a estudos teóricos das questões incidentes em solo, água, uso e ocupação, fauna, flora, Direito Penal e Processo Administrativo. Além disso, serão 20 horas práticas, com demonstrações exemplificativas mais ocorrentes em termos de fiscalização.

A Patrulha Ambiental faz parte da estrutura da GCM. Além da Patrulha Rural, a corporação também conta com a Ronda Ostensiva Municipal (ROMU), a Patrulha Maria da Penha, a Ronda Escolar e as Rondas Ostensivas com Motocicletas (ROMO), além das viaturas de patrulhamento.

Denúncias podem ser feitas por meio do telefone 153, da Central Integrada de Emergências Públicas (CIemp), que funciona 24 horas por dia.