Entidades comemoram início da campanha de testagem

Entidades da sociedade civil celebraram o início da campanha de testagem em massa de trabalhadores do comércio em Mogi das Cruzes, iniciada ontem. A ação será realizada até o dia 13 de agosto nos diversos distritos do município, e será gratuita para comerciários, micro e pequenos empresários.

A ação é uma iniciativa conjunta entre a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, a Associação Comercial e Industrial de Mogi das Cruzes (ACMC), o Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio) e o Sindicato dos Empregados do Comércio (Sincomerciários).

O projeto "Comércio Seguro" realizará testes PCR-Antígeno, com resultado pronto em cerca de 20 minutos, que serão gratuitos para quem trabalha diretamente no comércio mogiano: vendedores, atendentes de balcão e outros, que serão acionados pela ACMC por e-mail e telefone. A prioridade da testagem é para os trabalhadores que ainda não foram vacinados contra a Covid-19.

O primeiro posto de testagem funcionará até sexta-feira na praça Osvaldo Cruz, na região central, de segunda a sexta-feira até o dia 16 de julho. Após este período, o mutirão ficará uma semana respectivamente no distrito de César de Souza, Braz Cubas, na rua Thuller e em Jundiapeba. Segundo o Sincomércio, a expectativa é de que mais de 8 mil mogianos do comércio possam fazer o teste e tirar suas dúvidas.

Além de Mogi das Cruzes, tanto a ACMC quanto o Sincomércio estão em negociação com outras prefeituras do Alto Tietê para a realização de iniciativas semelhantes. "Outras três cidades populosas na região estão avaliando a possibilidade de testagem em massa dos comerciários, e vimos um bom resultado de uma ação já realizada em Guararema", afirmou Valterli Martinez, presidente do Sincomércio.

Segundo a Prefeitura, o mutirão poderá realizar 420 testes por dia. Todos os casos positivos serão encaminhados para a Central de Monitoramento da Covid-19.

Segundo Fádua Sleiman, presidente da ACMC, a ação vem para garantir a segurança dos comerciantes e de seus colaboradores. "O setor tem adotado todos os protocolos sanitários desde o início da pandemia e os testes são uma maneira de reforçar os cuidados enquanto a vacina não chega para todos", concluiu.

O presidente do Sincomércio relembrou que o trabalho é uma demanda do setor desde o final de 2020. "Somos gratos pela atenção a um dos nossos principais pedidos", concluiu.

Mais informações podem ser obtidas junto à ACMC por meio do telefone 4728-4321 ou do Sincomércio 99613-4078.