Drogas e celulares são apreendidos pela GCM

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano, ao longo desta última semana, retirou 165 porções de drogas das ruas, além de R$ 419,75 fruto do tráfico. Neste domingo, a equipe do Canil da GCM estava em patrulhamento preventivo pela Vila Fátima, no distrito de Palmeiras, quando foi abordada por moradores, que denunciaram um possível caso de tráfico. O crime estaria ocorrendo em uma área de mata alta, próxima a uma torre de energia.

Para impedir a fuga dos suspeitos e contribuir para a resolução da ocorrência, a equipe contou com o apoio de uma viatura da GCM e outra da Ronda Ostensiva Municipal (Romu). Chegando lá, adentraram a vegetação e conseguiram deter dois indivíduos, um homem e uma mulher, sob suspeita de venda de ilícitos nas redondezas. Com eles, foram encontrados 156 pinos de crack, nove de maconha, dois aparelhos celulares e R$ 419,75, fruto da venda de drogas.

A equipe ainda realizou varredura completa no local, com o apoio do cão farejador Dragon, mas não encontrou nenhum outro objeto escondido. Os indivíduos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Central, para que as devidas providências sejam tomadas.

Já na sexta-feira, aproximadamente às 17 horas, uma viatura da Romu estava em ronda de rotina pelo bairro Caxangá, próximo ao Jardim Casa Branca, quando avistaram três indivíduos em comportamento suspeito, em aparente desconforto com a movimentação da viatura. Ao realizar abordagem, os guardas não encontraram nada de ilícito com eles. Quando consultaram o número de identificação dos aparelhos celulares, descobriram que um deles apresentava restrição por furto de cerca de três anos atrás, sendo, portanto, fruto de um crime.

Quando questionado sobre a origem do item, o suspeito afirmou que havia comprado o aparelho há aproximadamente três meses em uma rede social, pela quantia de R$ 100. Diante deste cenário, os guardas o conduziram para o DP central.

Um caso semelhante aconteceu na quinta-feira (01/07), quando outra equipe da Romu realizou abordagem em um grupo de quatro indivíduos na Vila Helena, aproximadamente às 19h30. Nada de ilícito foi encontrado com eles durante revista pessoal, mas a consulta de número de identificação do aparelho celular também indicou um caso de furto, desta vez de cerca de um ano atrás. O suspeito, que estava em posse do dispositivo, disse que o havia encontrado no município de São Paulo.