Primeiro semestre tem 262 casos atendidos pelo CSI de Suzano

csi
csi - FOTO: Irineu Junior/Secop Suzano

A Central de Segurança Integrada (CSI) de Suzano encerrou o primeiro semestre com 262 ocorrências atendidas na cidade, registrando uma média de 43 casos mensais resolvidos com o auxílio do sistema de monitoramento. Os dados fazem parte do último balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Segurança Cidadã referente às demandas e ações executadas nos primeiros seis meses do ano.

Os agentes responsáveis pelo acompanhamento trabalham com 76 câmeras de segurança de alta qualidade, que estão espalhadas na área central, no centro expandido, no Parque Maria Helena e no bairro Cidade Miguel Badra. A equipe ainda conta com o acesso a 32 equipamentos do Sistema Detecta, instalados nas entradas e saídas de Suzano em parceria com o governo do Estado. No total, são 108 aparatos de segurança usados como recurso para coibir irregularidades.

Ainda no balanço dos seis primeiros meses de 2021, a Guarda Civil Municipal (GCM) também registrou média de 16 ocorrências diárias, totalizando 3.028 demandas de trabalho na primeira metade do ano de 2021. Já a Patrulha Maria da Penha, que desempenha um serviço especializado de proteção às vítimas da violência doméstica, registrou seis ocorrências e realizou o acompanhamento de 56 mulheres sob medida protetiva.

Para o chefe da Pasta, Elias Marques, os índices traduzem a proposta de trabalho traçada pela Secretaria Municipal de Segurança Cidadã. "Ao longo deste primeiro semestre, mesmo diante do evidente pico de casos do coronavírus (Covid-19) registrado em março, mantivemos nosso efetivo nas ruas em operações estratégicas. Além do apoio da CSI, neste ano contamos com os guardas da Ronda Ostensiva Motorizada (Romo).

O prefeito Rodrigo Ashiuchi parabenizou a secretaria e o comando da guarda lembrando ainda que, em breve, Suzano passará a contar com um novo equipamento de segurança. "Trabalhamos nos últimos detalhes de implantação da Base de Segurança Integrada (BSI), localizada no antigo coreto da Praça João Pessoa. A previsão é de que neste novo semestre a unidade passe a funcionar como uma extensão da CSI, responsável pelo monitoramento por câmeras, garantindo uma presença ainda maior da GCM no centro da cidade", completou.