Morador cria petição online para pedir melhorias a UBS

Um morador do distrito de Biritiba-Ussú, em Mogi das Cruzes, iniciou na última sexta-feira um abaixo-assinado junto aos moradores do distrito por melhorias no atendimento da Unidade Básica de Saúde (UBS) local.

Segundo Adriam Dias, o tempo de espera para o agendamento de uma consulta pode levar mais de 90 dias a partir do instante em que é agendado, e que todo o agendamento do mês já foi realizado. "No início do mês a unidade chegou a abrir o agendamento de consultas, mas antes das nove horas da manhã todos os horários disponibilizados foram preenchidos", afirmou.

Dias informou que a unidade de Saúde, que atende a uma comunidade de aproximadamente 5 mil moradores, também não conta com a infraestrutura adequada. "Temos apenas um médico que atende como clínico-geral, e a unidade não conta com uma ambulância. Minha prima foi atropelada na rodovia Mogi-Bertioga (SP-98) e a equipe do Samu (Serviço Médico de Atendimento de Urgência) demorou 40 minutos para chegar aqui. Quando chegou, não tinha mais como fazer nada", afirmou. A petição online encontra-se na plataforma "Change.Org" no link [http://chng.it/fngmDfZV].

Análise

A Prefeitura de Mogi das Cruzes, procurada pela reportagem, informou que as reivindicações serão analisadas pela equipe técnica tão logo cheguem à Secretaria Municipal de Saúde, e que a UBS de Biritiba-Ussú passou por obras de reforma, onde foi criado um anexo para abrigar o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (Pacs) desde 2020. "O objetivo foi justamente garantir a facilidade de acesso da comunidade ao serviço de saúde em função da localização distante e característica rural. Atualmente, a UBS Biritiba-Ussú realiza uma média de 1,5 mil atendimentos por mês, entre consultas médicas e outros procedimentos", informou.

Sobre o pedido de urgência, o município informou que passará por análise, mas ressalta que a unidade conta com suporte da UPA Oropó como referência para atendimentos de urgência.

Em relação ao déficit de profissionais médicos na rede municipal, a Secretaria de Saúde de Mogi das Cruzes informa que abriu recentemente um processo seletivo de emergência para 41 profissionais, mas até o momento apenas seis assumiram efetivamente o cargo. "Novos chamados e seleções devem ser realizadas", concluiu em nota. (A.D.)