Balanço do Junho Ambiental apresenta saldo positivo

O Junho Ambiental ofereceu um mês inteiro de programações, incluindo webinários sobre temas diversos, ações práticas de campo, como plantio de mudas e soltura de animais, além de parcerias firmadas entre o município e instituições reconhecidas. Este é o balanço realizado pela Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente de Mogi das Cruzes sobre o evento, que mobilizou professores, técnicos, especialistas de várias áreas de concentração, e principalmente a população mogiana, que participou ativamente de toda a programação.

A titular da Pasta, Michele de Sá Vieira, explica que os objetivos do Junho Ambiental foram alcançados. "Elaboramos a programação incluindo atividades que estivessem em conformidade com diversos públicos, objetivando a transmissão de informação, conhecimento e participação popular. Os eixos temáticos, apreciados no cotidiano das atividades da Secretaria, foram abordados no Junho Ambiental com o intuito de enfatizar o desenvolvimento sustentável", afirmou.

O eixos apontados pela secretária são Clima e Energia (incluindo mudanças climáticas e pesquisas ambientais), Licenciamento e Fiscalização (que aborda a análise e licenciamento ambiental, além da fiscalização ambiental), Saneamento Ambiental (resíduos sólidos e macrodrenagem), Espaços Livres (unidades de conservação e proteção ambiental, espaços livres de lazer e sociabilidade, além de infraestrutura verde) e finalmente Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis (que inclui ações de educação ambiental). A secretária lembra ainda que os eventos também foram estruturados para terem ligação com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, um conjunto de 17 metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Foram firmados termos de cooperação e parcerias com instituições como a Fundação Florestal, o Iclei (Governos Locais pela Sustentabilidade) e a Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente (Anamma). Houve a participação de representantes de universidades como a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inpe), o Centro Universitário Braz Cubas, a Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS-SP) e o Instituto Suinã.

Os eventos online tiveram 287 curtidas e 1.984 visualizações. Já os plantios de mudas com eventos presenciais atraíram 328 pessoas e resultaram em 318 espécies plantadas. Já as doações de mudas totalizaram 428 espécies encaminhadas a cidadãos, todas com QR Code e cartilha de orientação.

Deixe uma resposta

Comentários