Para Prefeitura, não há como fugir da taxa do lixo

Programação contou com atividades presenciais, como a visita monitorada aos parques municipais
Programação contou com atividades presenciais, como a visita monitorada aos parques municipais - FOTO: Divulgação/SVMA

A partir de amanhã entra em vigor o novo Marco Regulatório do Saneamento Básico - conjunto de regras que todos os municípios do país deverão adotar relativas a políticas públicas para as coletas de esgoto e de lixo residencial, dentre outras. No entanto, Mogi das Cruzes é uma das cidades da região que ainda estuda a implementação de um ponto polêmico: a cobrança da taxa de lixo. Um dos pontos controversos do texto federal é a obrigação dos municípios de executar a cobrança de um valor para a retirada, tratamento e destinação do lixo doméstico. A Prefeitura informou que a cobrança é uma determinação federal e não um desejo da atual administração, e que realizou esforços para a prorrogação da implementação da nova tarifa.

Deixe uma resposta

Comentários