Mogi participa de reunião virtual da Rede Urban95

Mogi das Cruzes participou, na última quarta-feira, de uma reunião de trabalho da rede Urban95. O encontro ocorreu de forma virtual e reuniu representantes das cidades selecionadas para compor a Urban95, uma iniciativa global da fundação holandesa Bernard van Leer que apoia municípios ao redor do mundo com foco na primeira infância. Participaram da reunião a vice-prefeita, Priscila Yamagami (Pode), o chefe de Gabinete, Lucas Porto, e os secretários municipais André Stábile (Educação) e Claudio de Faria Rodrigues (Planejamento e Urbanismo).

Com a seleção pela Urban95, Mogi passou a fazer parte de uma rede exclusiva de cidades brasileiras com o objetivo de ser protagonista e referência no desenvolvimento integral das crianças por meio do planejamento urbano, das estratégias de mobilidade e sobretudo na construção de uma agenda do Plano Municipal da Primeira Infância. "Nossa reunião foi produtiva, as cidades participantes estão envolvidas e tenho certeza de que os resultados serão positivos", observou Priscila. Os encontros virtuais ocorrerão durante um ano e meio, aproximadamente, e o próximo passo será a elaboração de uma agenda específica para a cidade.

Em 2021, foram selecionadas para a rede os municípios de Mogi das Cruzes, Alcinópolis (MS), Alfenas (MG), Benevides (PA), Canoas (RS), Cascavel (PR), Paragominas (PA), São José dos Campos (SP), Sobral (CE), Teresina (PI) e Uruçuca (BA). Eles se juntaram às cidades conectadas em 2020, que são Aracaju (SE), Brasileira (AC), Campinas (SP), Caruaru (PE), Crato (CE), Fortaleza (CE), Ilhéus (BA), Jundiaí (SP), Niterói (RJ) e Pelotas (RS). Os municípios pioneiros foram Boa Vista (RR), Recife (PE) e São Paulo (SP).

O secretário municipal de Planejamento e Urbanismo, Claudio de Faria Rodrigues, explica que o objetivo da iniciativa é estimular um papel de protagonismo das cidades, estabelecendo uma relação mais profunda com as crianças. Ele acrescenta que essa construção passa pelo processo de desenvolvimento do município, com espaços públicos acolhedores, inovadores, inspiradores e seguros, capazes de influenciar positivamente na formação das crianças.

Outra característica é o fortalecimento dos espaços públicos verdes, para que as crianças possam explorar atividades de lazer em contato com a natureza e de forma segura. "Além disso, estamos falando também de bairros com uma vida comunitária animada, onde haja o sentimento de bem-estar coletivo. Tudo isso se traduz em um planejamento urbano mais amigável", observou.

Deixe uma resposta

Comentários