Prefeitura suspende vacinação contra gripe por falta de dose

Vigilância garantiu que crianças vão tomar o reforço da vacina contra gripe
Vigilância garantiu que crianças vão tomar o reforço da vacina contra gripe - FOTO: Mogi News/Arquivo

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, anunciou que a campanha de vacinação contra a gripe está suspensa no município de Poá, em virtude do término do estoque de vacinas. Segundo o diretor do departamento, Leonardo Barbosa Garcia, as crianças que necessitam da aplicação do reforço da vacina, tem a segunda dose garantida.

"Estamos aguardando o posicionamento do governo do Estado, que determinou que a campanha de vacinação contra a gripe deste ano seria realizada até o término das doses. Enquanto não há um novo parecer da secretaria estadual, garantimos a aplicação da segunda dose para as crianças que necessitam do reforço, conforme recomendação feita aos pais ou responsáveis, pela equipe de enfermagem durante a aplicação da primeira dose", ressaltou o diretor.

A segunda dose é aplicada de segunda a sexta-feira, das 9 às 15 horas, em qualquer uma das Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município: Tito Fuga (rua Maria Helena, 159 - Calmon Viana), Vila Jaú (rua Inácia Alves da Silva, 444 -Vila Jaú), José Pereta (rua Lindolfo Raimundo Ribeiro, 270 - Vila Pereta), Santa Helena (rua Men de Sá, 560 - Vila Santa Helena), Wellington Lopes (rua Esmeralda, 88 - Jardim América) e Doutor Cypriano Monaco (rua Esperidião Hoffer, 223 - Jardim Nova Poá), além do Centro de Saúde (CS) II Farid Domingues (avenida Padre Anchieta, 146 - centro).

"É sempre bom destacar que a campanha de imunização contra os vírus H1N1, H2N3 e Influenza B é muito importante, porque assim se previne de diversos problemas decorrentes da gripe", destacou a secretária de Saúde, Claudia Cristina de Deus.

De acordo com os dados divulgados pelo Departamento de Vigilância em Saúde, a campanha de vacinação contra a gripe imunizou 31.434 poaenses, sendo 6.003 crianças com idade entre seis meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias; 715 gestantes; 1.977 trabalhadores da Saúde; 2.889 pessoas portadoras de comorbidades; 101 puérperas; 10.770 idosos 60 ; 859 profissionais da Educação da rede pública e privada; 23 pessoas dotadas de deficiência permanente; 24 funcionários do sistema prisional; 69 caminhoneiros; 62 representantes da força de salvamento e segurança; 15 das forças armadas; 40 do transporte coletivo; rodoviário; passageiros urbanos e de longo percurso, três trabalhadores portuários e 7.862 da população geral.