Comércios são fechados por falta de documento

A Prefeitura de Suzano realizou, ontem, uma operação conjunta entre diversas forças de segurança e de fiscalização para verificar possíveis irregularidades em comércios de sucata e reciclagem. A medida teve como objetivo identificar e coibir casos de receptação de itens furtados ou roubados. Como resultado, três locais foram notificados e fechados por não terem a documentação necessária.

A Operação Ferro-Velho teve início às 9 horas e contou com a participação de equipes do Departamento de Fiscalização de Posturas, da Vigilância Sanitária, da Secretaria de Meio Ambiente, da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Polícia Militar (PM). Elas atuaram em três comércios previamente identificados no Jardim Nazareth, na Vila Amorim e na Vila Urupês.

Em diálogo com os proprietários, os agentes municipais descobriram que nenhum dos três locais tinha documentação, requisito obrigatório para exercer a atividade. Diante deste contexto, todos foram interditados e só poderão voltar a abrir quando regularizarem suas situações legais.

Segundo o secretário municipal de Segurança Cidadã, Elias Marques de Lima, as fiscalizações ocorreram de forma pacífica e as forças policiais estiveram presentes apenas para prestar apoio. Na oportunidade, ele explicou que a operação surgiu da suspeita de que alguns comércios deste segmento estão sendo responsáveis pela compra de objetos furtados e roubados.

"A operação foi organizada justamente para desarticular esta rede de estímulo à criminalidade, pois em muitos casos o furto de fiação e outros itens é feito com o intuito de vender os materiais para algum ferro velho. Seguiremos monitorando as atividades dos comércios de sucatas", concluiu Marques.