Entregas do programa Mogi Contra Fome têm continuidade

Recebem os kits pessoas que se cadastraram, foram selecionadas e já haviam sido atendidas com uma cesta
Recebem os kits pessoas que se cadastraram, foram selecionadas e já haviam sido atendidas com uma cesta - FOTO: Divulgação/PMMC

A Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio do projeto Mogi Contra Fome, está dando continuidade à entrega de cestas básicas para pessoas em situação de vulnerabilidade social. A operação ocorre no Pró-Hiper, onde estão armazenadas as cestas recebidas em doação, do governo do Estado e outros parceiros. Recebem os kits neste momento pessoas que se cadastraram no projeto, foram selecionadas e já haviam sido atendidas com uma cesta. Trata-se, portanto, do segundo atendimento aos selecionados.

As cestas serão entregues de forma gradativa aos mogianos selecionados. A cada dia, são mais de 300 pessoas convocadas para fazerem a retirada. A comunicação é feita antecipadamente, por meio do número do Whatsapp fornecido no ato do cadastro. A previsão é de que até o dia 15 de agosto, 7 mil pessoas sejam atendidas por meio da operação e já há previsão de novos atendimentos em breve.

A ação serve como um apoio a pessoas vulneráveis e que sofrem os impactos da pandemia causada pela Covid-19. Caso, por exemplo, de Tayná Tamires, uma das beneficiadas. Mãe de três filhos e chefe do lar, Tayná perdeu o emprego que tinha como cuidadora de idosos logo no começo da pandemia, em 2020 e agora batalha para sustentar casa e os filhos, enquanto segue na busca de uma nova colocação no mercado de trabalho.

"Estou desempregada desde o ano passado, com os filhos ainda em casa e não está fácil conseguir um novo emprego, então a cesta é muito bem-vinda. Ajuda bastante", declarou a mogiana, enquanto retirava sua cesta ontem.

O projeto Mogi Contra Fome foi lançado pela Prefeitura de Mogi das Cruzes no período mais agudo da pandemia do coronavírus, com o objetivo de amenizar os impactos da crise econômica sobre os moradores da cidade. Contou com o empenho de diversas Secretarias Municipais e um intenso trabalho de captações, cruzamento de dados e doações. As equipes da Prefeitura se mobilizaram em torno de mutirões, tanto para o recebimento, como para a entrega de tudo que foi recebido.

Especificamente pelo cadastro do Mogi Contra Fome, que ficou aberto entre os meses de abril e maio, foram mais de 10 mil famílias selecionadas. Porém, somando todas as ações realizadas em prol da mesma meta, desde o início do ano foram mais de 42 mil cestas básicas direcionadas às pessoas em necessidade.