Mesmo com fim das restrições, fiscalização será mantida

Centros comerciais da região continuarão com ações das guardas municipais
Centros comerciais da região continuarão com ações das guardas municipais - FOTO: Mogi News/Arquivo

As prefeituras das cidades mais populosas do Alto Tietê colocaram-se favoráveis à determinação do governo do Estado, emitida na semana passada, de retomada gradual das atividades econômicas por meio do Plano São Paulo.

De acordo com o anúncio feito pelo governador João Doria (PSDB), a distensão funcionará em duas etapas: a primeira, que já entrou em vigor no último domingo, estabelece o fim do toque de recolher e a autorização do funcionamento até meia-noite dos estabelecimentos não-essenciais e lotação máxima de até 80% da capacidade. A partir do dia 17 de agosto, todas as restrições de horário e de lotação serão removidas.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes informou que irá seguir integralmente as determinações do Estado. Desde domingo estão liberadas atividades econômicas com capacidade de até 80%. "A medida é boa para o comércio, econômica e socialmente, mas acreditamos que ainda é preciso ter muito zelo e cautela, pois nem todos foram vacinados. Gostaria, inclusive, que o governo do Estado tivesse o mesmo ímpeto da flexibilização no envio das vacinas, que não está no mesmo ritmo", informou o prefeito Caio Cunha (Pode).

A Prefeitura de Suzano, por sua vez, disse que seguirá as definições do governo sobre o funcionamento dos estabelecimentos comerciais, mas que nos locais com situações abusivas em flagrante, que vierem a desrespeitar os protocolos e determinações, sanções poderão ser aplicadas com base na lei. "Os órgãos responsáveis pelas vistorias na cidade continuarão atuando - a Vigilância Sanitária, Departamento de Fiscalização de Posturas e Guarda Civil Municipal (GCM)", informou.

Para a administração, o avanço da campanha de vacinação contra a Covid-19, a diminuição dos índices de contaminação, internação e mortes, e a manutenção da obrigatoriedade do cumprimento de protocolos sanitários poderão garantir o equilíbrio necessário para o início da retomada gradativa da economia.

A Prefeitura de Itaquaquecetuba informou em nota que acompanhará integralmente as recomendações do governo do Estado por meio do Plano SP. "Conforme relatório do Sistema de Vigilância Sanitária (Sivisa), 113 estabelecimentos foram notificados com relação ao uso de máscaras. "Os procedimentos estão em análise referente à aplicação de multa, mas até o momento nenhuma foi aplicada", concluiu em nota.

Já a Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos declarou que a reabertura do comércio à plena força é propícia, tendo em vista o processo de vacinação que vem sendo acelerado em todo o Estado. "Em nosso município já foram aplicadas mais de 100 mil doses de vacina entre primeira e segunda doses. Manteremos os protocolos já implementados e reforçaremos a fiscalização com a Vigilância Sanitária para manter a segurança e evitar mais contaminações", apontou em nota.

A Secretaria de Indústria, Comércio, Emprego e Relações do Trabalho de Poá informou que o processo de retomada econômica irá seguir todas as diretrizes do governo do Estado, e que nos primeiros seis meses do ano, 59 multas foram aplicadas a estabelecimentos comerciais que violaram as normas sanitárias.

Deixe uma resposta

Comentários