HC de Suzano pode abrir para atendimento geral ao público

Prefeito ouviu do secretário que tema será estudado
Prefeito ouviu do secretário que tema será estudado - FOTO: Paulo Pavione/Secop Suzano

O Hospital Auxiliar das Clínicas (HC) de Suzano poderá abrir seu atendimento à população do Alto Tietê. Isso porque, após solicitação do prefeito Rodrigo Ashiuchi (PL), o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, anunciou que vai estudar a possibilidade de dar continuidade ao atendimento na ala que hoje abriga os pacientes diagnosticados com o coronavírus (Covid-19). A novidade foi compartilhada ontem, durante celebração de 93 anos do Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti Cavalcanti, em Jundiapeba na cidade de Mogi das Cruzes.

Com a presença do deputado estadual André do Prado (PL) e do secretário municipal de Saúde, Pedro Ishi, Ashiuchi tratou com Gorinchteyn sobre a importância da continuidade do atendimento médico no HC. "O complexo hospitalar está pronto, sendo referência em imagem, e tem uma ala completa, que foi feita pelo Estado com apoio do Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê). Acredito que há grandes possibilidades para a continuidade no atendimento, abrigando, em um cenário de pós-pandemia, as pessoas acamadas. Inclusive, na oferta de cirurgias e de tratamentos eletivos", explicou.

Ashiuchi sugeriu ainda a criação de um complexo de saúde no local, com a criação de um "Hospital-Dia", que é uma unidade de semi-internação, com horário de funcionamento de segunda a sexta-feira, de 8 às 16 horas, com capacidade para 30 usuários; de Ambulatório Médico de Especialidades (AME), que é um centro ambulatorial de diagnóstico e orientação terapêutica de alta resolutividade em especialidades médicas, com ênfase nas necessidades da rede básica; entre outros.

"Com a solicitação, vamos estudar a melhor forma de seguirmos com o recebimento de pacientes após a pandemia e a abertura de novos equipamentos no local", destacou Gorinchteyn.

Todas as tratativas do HC foram feitas ontem. Na ocasião, o chefe do Executivo suzanense esteve acompanhado de diversas autoridades públicas para parabenizar a história e o trabalho realizado no complexo, uma referência nacional no tratamento de pacientes de longa permanência.

Ainda houve um ato em respeito aos profissionais que atuavam no hospital e faleceram em decorrência do novo coronavírus. Como parte das homenagens, as alas da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) foram nomeadas. A adulta agora se chama Dr. Ricardo Harada e a infantil, Dr. Onofre Zambuzzi.

Pezzuti

Fundado em 1928 no distrito de Jundiapeba, no município vizinho de Mogi das Cruzes, a unidade foi o primeiro hospital colônia do Brasil, destinado para o acolhimento de pacientes com hanseníase, doença altamente contagiosa e sem previsão de cura na época. A partir de 1960, o espaço passou a receber outros pacientes crônicos e logo se tornou uma referência no acolhimento de longa permanência, realizando atualmente uma média de 1.123 atendimentos ambulatoriais por mês.

Estiveram presentes na cerimônia a diretora da unidade, Fabiana Santos Fonseca; a coordenadora de Serviços de Saúde do Estado, Magali Vicente; o gerente administrativo, Kaio Vinicius Mascarenhas; a vereadora de Mogi das Cruzes Maria Luiza Fernandes, a Malu Fernandes; e o ex-secretário de Saúde de Mogi das Cruzes, Henrique Naufel.

O chefe do Executivo suzanense agradeceu a dedicação e o empenho de todos os profissionais da Saúde, que seguem se colocando em risco durante a pandemia para salvar vidas e zelar pela recuperação de seus pacientes. Na ocasião, ele destacou a conquista de novos tanques de oxigênio feita neste ano, além do apoio prestado para os trabalhos realizados no hospital.

"O diálogo próximo com o governo do Estado ainda nos garantiu a abertura de novos leitos para acolher a população da região, sendo 30 de UTI, 30 de enfermaria para os casos de Covid-19, e outros 36 para casos crônicos. Este é um polo extremamente importante no enfrentamento à pandemia no Alto Tietê e é sinônimo de excelência. Parabéns a todos pelos serviços prestados e seguimos na luta para preservar a saúde da população", concluiu o prefeito.