Cadastro na Tarifa Social cresce 143% no Alto Tietê

A taxa de desemprego no país segue alta - em torno de 14,7% segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE), agravada pela pandemia da Covid-19. Nesse cenário, cresceu a busca por alternativas que ajudem a equilibrar as despesas familiares, como é o caso da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), que concede desconto na conta de energia e pode fazer grande diferença no final do mês. A EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, detectou nos últimos meses um aumento significativo no número de famílias cadastradas. Em comparação ao período pré-pandemia (janeiro de 2020), houve aumento de 143% na quantidade de clientes inscritos no benefício na região.

Além da busca ativa das pessoas pela Tarifa Social, a Distribuidora intensificou suas ações para ampliar a base de cadastrados durante a pandemia, com comunicações junto às comunidades onde são realizadas iniciativas de regularização ou junto às prefeituras e aos Centro de Referência de Assistência Social (Cras), da área de concessão. A Companhia também envia informativos e faz contato com clientes sobre a necessidade de atualização cadastral para a manutenção do desconto.

A EDP atua de forma proativa para o cadastramento de clientes com perfil a receber o benefício, entretanto se os dados do titular da conta e da pessoa inscrita no Cadastro Único (CadÚnico) divergem, a inscrição automática no benefício fica impossibilitada. Na maioria dos casos, após a atualização do CadÚnico no Cras do município, já é possível ter acesso ao desconto.

Para usufruir do benefício, é preciso estar com o Número de Identificação Social (NIS) ativo no Cadastro Único para Programas Sociais do governo Federal (CadÚnico) e se cadastrar por meio do site da EDP, www.edp.com.br/tarifasocial. Após o cadastro no portal da EDP, a documentação é avaliada e, estando tudo correto, o benefício é aplicado a partir da fatura seguinte. "A EDP realiza ações contínuas para ampliar sua base de beneficiários da Tarifa Social, para que as famílias consigam arcar com suas despesas de forma mais equilibrada", afirmou Roberto Miranda, gestor da EDP.

Desconto

A Tarifa Social é um desconto na conta de luz concedido para os primeiros 220 kWh consumidos mensalmente por clientes residenciais classificados como de baixa renda e varia de acordo com a faixa de consumo mensal (kWh/mês). "É importante frisar que o benefício é muito vantajoso para quem utiliza a energia de forma eficiente, pois quanto menor o consumo, maior o desconto", explicou Miranda.