Mogi é destaque na retomada gradual das aulas presenciais

Unidade escolar no Jardim Maricá optou por ter seis servidores na Brigada devido ao número de estudantes
Unidade escolar no Jardim Maricá optou por ter seis servidores na Brigada devido ao número de estudantes - FOTO: Divulgação/PMMC

Com mais de 190 escolas e creches da rede municipal de ensino retomando de forma gradual as atividades presenciais, Mogi das Cruzes tem se destacado na organização deste processo com as Brigadas da Pandemia na Escola, que asseguram o cumprimento dos protocolos sanitários nas unidades escolares e a instituição do Gabinete de Articulação para o Enfrentamento da Pandemia na Educação (Gaepe Mogi), primeiro gabinete municipal do país.

"O Gaepe Mogi tem a participação dos juízes da vara da infância, dos promotores responsáveis pela infância e da Saúde do município, secretarias municipais, os conselhos municipais, as escolas particulares, enfim todos os envolvidos no município de Mogi das Cruzes. Esse grupo trabalha durante 30 dias e faz uma reunião mensal executiva para tomar as próximas providências para enfrentar os grandes desafios trazidos pela pandemia do coronavírus (Covid-19)", explicou o secretário de Educação, André Stábile.

O Gaepe foi idealizado e é coordenado pelo Instituto Articule, em parceria com o Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE/IRB) e a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon). O gabinete já está em funcionamento no formato nacional com o Gaepe Brasil e nos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Rondônia. A reunião mensal do Gaepe Mogi será no dia 16 de agosto, às 10 horas.

Outro ponto de destaque da retomada são as Brigadas da Pandemia na Escola. A Brigada é formada por um agente monitor para acompanhar e garantir o cumprimento do Protocolo Sanitário, um ponto focal interno com a função de orientar os profissionais das escolas e os alunos quanto aos protocolos e as medidas necessárias de isolamento, quando identificados casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 e um ponto focal externo, que deve se comunicar com as famílias e reportar ações aos equipamentos da Saúde.

Na EM Profa Noemia Real Fidalgo, no Jardim Maricá, a escola optou por ter seis servidores na Brigada devido ao número de alunos e a troca entre os participantes. A auxiliar de apoio administrativo, Patrícia Shu Ming Wang, destacou a importância da brigada para a segurança no retorno dos alunos. "É importante para que os pais se sintam confiantes em trazer os filhos de volta para a escola. Checamos os protocolos diariamente e tem sido bem interessante e produtivo", disse.