Desobediência às medidas de restrição provoca 79 autuações

O Departamento de Fiscalização de Posturas de Mogi das Cruzes registrou o total de 79 autuações por desrespeito às medidas de prevenção da Covid-19 nos últimos cinco meses. O número está relacionado apenas ao período que considera março deste ano em diante, pois foi a partir daquele mês que o decreto municipal de restrições começou a valer. Duas destas multas ocorreram no final de semana passado.

Apesar de solicitado, a Secretaria Municipal de Segurança não informou os dados referentes ao ano passado, quando a Pasta já somava os autos de infração por aglomerações mesmo sem o decreto municipal. Ainda sobre o último final de semana, a secretaria informou que foram registradas 186 chamadas junto à Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp).

No período destacado, o departamento contabilizou 79 autuações, 16 multas por desrespeito à Lei do Silêncio, uma por realização de pancadão, duas por queimadas e duas por desrespeito à pandemia. Os autos de infração pela Lei do Silêncio ocorreram no Mogilar, Jardim Santos Dumont, Chácara dos Baianos, Jundiapeba, Jardim Planalto, Conjunto Santo Ângelo, Parque Santana, Vila Lavínia, Jardim Universo, Jardim Aeroporto III e Centro.

O pancadão aconteceu na Chácara dos Baianos; as queimadas, no bairro Nova Estância e no Rodeio; e as multas por desrespeito à pandemia foram registradas no Socorro e Jardim Planalto.

A realização de pancadões, grandes reuniões ou festas nas quais muitas pessoas estejam presentes é contra as normas estabelecidas para se evitar a disseminação da Covid-19, pois o distanciamento social é uma das maneiras mais eficazes para se conter a circulação do vírus. Ele se prolifera com mais facilidade pelo ar.

O contato com superfícies contaminadas é outra forma sujeita a transmissão da Covid-19, já que o novo coronavírus consegue permanecer infectante por até três dias em algumas superfícies, como no plástico e papelão. Por este motivo, inclusive, criou-se o costume de higienizar todas as embalagens das compras ao chegar em casa.

Suzano

Com 380 inspeções realizadas desde o início deste ano, a Vigilância Sanitária de Suzano já emitiu 85 autos de infração em razão do descumprimento das medidas sanitárias para conter a Covid-19 e das determinações do Plano São Paulo. As ocorrências foram registradas com maior frequência na região central da cidade.

Em contrapartida, a Vigilância Sanitária do município apontou que, das 752 inspeções em 2020, no período entre março e dezembro, o resultado foi de quatro autos de infração emitidos também por descumprimento das medidas de prevenção ao vírus. No último final de semana, nenhuma ocorrência foi registrada na cidade.

Deixe uma resposta

Comentários