Guarda Ambiental autua empresas poluidoras

Equipe flagrou empresa que descartava borra de alumínio
Equipe flagrou empresa que descartava borra de alumínio - FOTO: Divulgação

A Guarda Ambiental de Itaquaquecetuba realizou uma ação para identificar e autuar uma empresa que há tempos lança a cada 15 dias, no ar, um forte odor na Vila Japão. No mesmo bairro, a Secretaria de Serviços Urbanos também percebeu o excesso de uma substância semelhante a lodo metálico durante a limpeza de um córrego.

Diante das denúncias, as equipes da Guarda Ambiental localizaram uma empresa do ramo de metais e fundições e avistaram material de borra de alumínio e material similar a amônia, usado pela empresa para transformação química. A equipe esteve no bairro Chácara das Pedras anteontem e flagrou outra empresa que soltava borra de alumínio no curso da água.

Foram elaboradas autuações e os casos foram encaminhados à Polícia Civil para elaboração de inquérito policial de crime ambiental (atividade potencialmente poluidora). De acordo com o secretário da Pasta, Anderson Caldeira, a GCM desempenha mapeamento e estudo para que esse tipo de crime ambiental não ocorra mais. "A fim de responsabilizar os infratores, a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Meio Ambiente vêm desenvolvendo trabalhos de inteligência com agentes em campo no sentido de identificar tais empresas poluidoras e levá-las à responsabilidade legal. Essas empresas recebem ordem judicial para devida compensação ambiental de reparação de danos."

Ele também explicou que as empresas que não possuem responsabilidade ambiental deverão ser punidas de acordo com a legislação. "Nós vamos continuar com as fiscalizações e, se for o caso, essas empresas que poluem serão punidas."

As denúncias podem ser realizadas por meio do 153.