Audiências públicas que vão discutir orçamento começam

Primeira reunião sobre o tema ocorreu na segunda-feira passada, no Cemforpe
Primeira reunião sobre o tema ocorreu na segunda-feira passada, no Cemforpe - FOTO: Emanuel Aquilera

A Prefeitura de Mogi das Cruzes deu início na segunda-feira às audiências públicas para a criação do Plano Plurianual 2022-2025 (PPA) no Centro Municipal de Formação Pedagógica (Cemforpe), localizado no centro da cidade. A novidade para este ano é a viabilidade do formato híbrido para reunião, com o uso da plataforma "Participa Mogi".

As audiências permitem que a população possa encaminhar suas demandas e prioridades, além de auxiliar a Administração Municipal na escolha das prioridades para os 138 bairros e seis distritos que compõem o território de Mogi das Cruzes. O planejamento do PPA é a base para que seja elaborado, anualmente a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

A primeira audiência pública teve como tema "O que estamos planejando para os próximos quatro anos?", que apresentou à população as diretrizes e as propostas apresentadas pela atual gestão, escolhida pelo voto direto nas eleições do ano passado.

A novidade deste ano é a utilização do sistema "Participa Mogi", inaugurado pela Municipalidade na última semana em apresentação promovida pelo prefeito Caio Cunha e a vice-prefeita Priscila Yamagami Kehler (Pode). O novo sistema permite que os moradores, pela internet, possam enviar para a Prefeitura demandas e propor novas ações ou mudanças em ações já em andamento. A vice-prefeita, na ocasião, reforçou que a plataforma permitirá não apenas que o mogiano assista às audiências públicas, mas também poderá interagir enviando perguntas, críticas ou sugestões.

Segundo a Prefeitura de Mogi das Cruzes, desde o lançamento da "Participa Mogi" o sistema já passou a contar com contribuições da comunidade, que serão apresentadas durante as audiências públicas, e que será de fundamental importância para a criação do PPA. "Atualmente a plataforma está sendo usada para o PPA pelo espaço livre de contribuição do munícipe para ideias de projetos, e também para a inscrição no encontro", esclareceu a Administração Municipal.

Para o poder Executivo municipal, a ferramenta veio para ficar, representando o início do estabelecimento de uma nova política pública de participação social. "A Prefeitura está desenvolvendo uma nova forma de construir uma cidade, que é com e par aas pessoas. Para isso acontecer, há um processo de formação cidadã e criação destes espaços, para que a sociedade civil esteja cada vez mais próxima da construção e acompanhamento das políticas públicas desenvolvidas pela Prefeitura", concluiu.

Além das audiências públicas desta semana, estão previstas para os quatro sábados do mês de setembro: 04, 11, 18 e 25, com oficinas temáticas. As inscrições serão abertas em breve.

Para se inscrever na plataforma e participar das reuniões online, os interessados poderão entrar na página do programa [http://participa.mogidascruzes.sp.gov.br], na opção "Encontros" no topo da tela. O cadastro pode ser feito na hora e é dedicado a moradores do município de Mogi das Cruzes que desejam participar.