Ocupação de leitos Covid-19 no Alto Tietê segue em queda

Em Mogi, a ocupação de vagas é de 15,33% na UTI
Em Mogi, a ocupação de vagas é de 15,33% na UTI - FOTO: Divulgação/PMMC

Região - Atualização feita pelo grupo MogiNews/DAT junto às secretarias de Saúde de algumas das cidades da região demonstrou uma nova queda no número de leitos públicos ocupados por pacientes com o novo coronavírus (Covid-19).

Pela segunda apuração consecutiva, a Secretaria de Saúde de Suzano informou que nenhuma vaga ofertada para pessoas contaminadas pelo vírus está sendo usada no momento. Neste período de pandemia, a cidade tem contado com as vagas no Pronto-Socorro (PS) Adulto Municipal, localizado na região central, além de vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em parceria com a iniciativa privada.

Guararema, que antes tinha apenas um dos 20 leitos ocupados, informou na última quinta-feira que todos os seus leitos estão disponíveis.

Em Itaquaquecetuba, a taxa de ocupação de vagas para Covid-19 sofreu uma queda desde o início da semana: de 31% (11 de 35 leitos) registrados, a taxa caiu para aproximadamente 14% (4 de 35). O setor de leitos de Emergência segue sem pacientes, semelhante ao início da semana.

Segundo a Secretaria de Saúde de Mogi das Cruzes, no final desta semana Mogi das Cruzes tinha 49 leitos de UTI (15,33% do total) e 35 de 960 (3,67%) de Enfermaria, somando leitos públicos e privados. A cidade passou a apresentar um viés de queda em comparação à última semana, quando teve 16,9% de UTI e 4,3% de Enfermaria.

Estado

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a Grande São Paulo apresentou uma leve queda em relação ao início da semana: enquanto que na segunda-feira os índices eram de 37,8% para UTI e 28,2% nas enfermarias, a taxa de UTI no final desta semana era de 36% para UTI e 27% para Enfermaria.

O Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos, tinha aproximadamente, oito de 26 leitos de UTI (30%), três leitos a menos que no início da semana. Na Enfermaria, seis de 26 leitos (23%) possuíam pacientes, um a menos que no começo da semana.

No Hospital Santa Marcelina, em Itaquá, apenas um dos 20 leitos de UTI (5%) e dois dos 20 leitos de Enfermaria estavam ocupados na quinta-feira (10%). Cinco dias antes, a unidade contava com quatro pacientes em UTI e seis na Enfermaria.

No início da semana, o Hospital Luzia de Pinho Melo tinha 13 dos 61 leitos de Enfermaria e dois dos dez leitos de UTI com pacientes (61% e 10%, respectivamente). No final de quinta-feira, eram 11 de 23 pacientes na enfermaria (48%) e dois na UTI (20%).

O Hospital Auxiliar de Suzano foi um dos poucos locais que apresentou aumento na ocupação - de 27,7% no início da semana (seis dos 20 leitos), passou para aproximadamente 31% (em média, pouco mais de seis pacientes por 20 vagas).

Em relação às mortes, o Alto Tietê fecha a semana com mais 18 óbitos por Covid. No acumulado desde março do ano passado são 5.322.