G5 regional arrecada e distribui 283 toneladas de alimentos

O grupo das cinco das cidades mais populosas do Alto Tietê, o G5, demonstrou que 283 toneladas de alimentos foram arrecadadas e encaminhadas às famílias em situação de vulnerabilidade. Mais de 64 mil pessoas foram atendidas.

A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Mogi das Cruzes, Simone Margenet Cunha, declarou nesta semana que o município havia arrecadado mais de 30 toneladas de alimentos. As doações, segundo a primeira-dama, teriam sido obtidas junto ao governo do Estado, empresários e doações da comunidade em ações como "Drive-thru Solidário", com o atendimento a mais de 20 mil moradores.

Poá informou que, desde janeiro, foram arrecadadas cerca de 148 toneladas de alimentos por meio de cestas-básicas do Fundo de Solidariedade do Estado e de doadores, bem como de doações feitas durante a vacinação contra a Covid-19. Desde o início do ano, a rede direta e indireta da Assistência e Desenvolvimento Social realizou 7.585 atendimentos entre o Centro de Referência da Assistência Social (Cras), o Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas) e as organizações da sociedade civil (OSC). O Fundo Social de Solidariedade atendeu mais de 11 mil pessoas em três etapas de entregas de cestas de forma direcionada, e que houve um aumento de 500 pessoas referenciadas desde o início do ano.

A Prefeitura de Suzano, por sua vez, declarou que desde o início do ano foram arrecadadas 80 toneladas de alimentos e mais de 8 mil famílias atendidas com alimentos. No período entre março e dezembro de 2020, o município arrecadou 145 toneladas de alimentos. "Foi constatado neste ano um aumento de 200% no número de pessoas, de 400 para 1,2 mil, que procuraram mensalmente as unidades do Cras de Suzano, principalmente para inclusão em programas do governo federal como Bolsa Família, Auxílio Emergencial, Auxílio Alimentação, entre outros. Também houve 8,8 mil atendimentos ao público incluído nos serviços de fortalecimento de vínculos, 5 mil cestas-básicas distribuídas e 280 indivíduos no serviço de acolhimento emergencial", apontou a administração municipal.

Ferraz de Vasconcelos informou que, desde o início da pandemia, em 2020, o município arrecadou 16.984 cestas-básicas por meio de doações do governo do Estado pelo programa "Ação Alimento Solidário", além de 10.290 itens entre alimentos não-perecíveis, 4,7 toneladas de frango e salsichas, e a contratação em maio deste ano de 950 cestas ofertadas pelo Cras na oferta de Benefício Eventual de Alimentação por um período de 12 meses, além de 175 cestas-básicas doadas pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat).

A administração ferrazense informou que de março a dezembro do ano passado 977 famílias foram referenciadas na Assistência Social, sendo que nos primeiros seis meses deste ano foram 907 no Creas; no Cras, por sua vez, foram 193 novos referenciamentos ao longo do ano passado e 103 entre janeiro e junho deste ano.

A Prefeitura de Itaquaquecetuba informou que arrecadou 25 toneladas desde o início do ano, com 25 mil famílias assistidas. Sobre os números anteriores a janeiro, informou que "a gestão passada não deixou banco de dados".