Incêndios por sobrecarga e choques elétricos crescem

Região - Durante o primeiro semestre de 2021 houve aumento na quantidade de acidentes e mortes relacionadas a incêndios originados por sobrecarga e de choques elétricos, comparado ao mesmo período do ano passado. Este estudo realizado pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel) revela uma tendência de crescimento, tendo em vista a retomada das atividades com um maior controle da pandemia da Covid-19. Diante deste cenário, a EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, reforça orientações de segurança com eletricidade para prevenir acidentes elétricos em reformas e também dentro das residências.

Este ano foram registrados 759 acidentes e 402 mortes, sendo que no primeiro semestre de 2020 foram mapeados 741 acidentes e 398 óbitos.

Para preservar a família e evitar riscos desnecessários, o principal é ter toda a fiação elétrica da residência devidamente protegida e muito bem instalada. Muitos dos incêndios e choques são resultados de instalações elétricas antigas e inadequadas, excesso de equipamentos plugados em uma mesma tomada e gambiarras com emendas malfeitas, além de falta de manutenção. "Segurança e qualidade de vida estão intimamente ligadas. Ter um ambiente doméstico agradável para a família requer atenção para que todos fiquem melhor acomodados e, principalmente, seguros", ressaltou Vilmar Abreu, gestor de excelência ao cliente da EDP.

Além disso, na hora de reformas ou obras domésticas uma das ocorrências mais perigosas e comuns é encostar ou até mesmo aproximar ferragens ou ferramentas na rede de energia da rua, principalmente quando se está sobre andaimes ou trabalhando nos andares superiores dos imóveis.

A aproximação com a fiação, não sendo preciso necessariamente tocar na rede elétrica, diretamente ou por meio de objetos, pode causar acidentes graves, como queimaduras e até a morte. Por isso, a EDP alerta que é fundamental prestar atenção à distância entre o local onde se está trabalhando e a rede elétrica e, em caso de dúvidas, entrar em contato com a Distribuidora. Por tudo isso, a EDP orienta buscar sempre profissionais especializados para realizar os serviços. Pedreiros, técnicos e pintores com experiência são familiarizados com as normas técnicas, regras de segurança e com o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) fundamentais para todos os trabalhos.