Mais de 2,2 mil já responderam consulta sobre retorno às aulas

Das 211 escolas e creches da cidade, 199 já podem receber os alunos da rede
Das 211 escolas e creches da cidade, 199 já podem receber os alunos da rede - FOTO: Mogi News/Arquivo

Mogi - A Secretaria de Educação declarou anteontem que mais de 2,2 mil pais de alunos da rede de ensino já responderam a uma consulta pública sobre o retorno às aulas presenciais nas escolas municipais.

A consulta pública promovida pelo município e pelo Gabinete de Articulação para Enfrentamento da Pandemia na Educação (Gaepe) teve início na última terça-feira e tem como meta compreender as motivações das famílias que não optaram pelo retorno dos alunos às aulas presenciais e melhorar as políticas públicas para o acesso à escola. O período de consulta pública vai até o dia 5 de outubro.

A consulta conta com uma pergunta: "Quais são os motivos para que seu(s) filho(s) não esteja(m) frequentando a escola presencialmente?", que pode ser encaminhada pelo site da secretaria, em sua página no portal da Prefeitura (www.pmmc.com.br). Os pais e responsáveis de alunos deverão entrar com o número de registro do aluno (RA) e a senha.

Segundo a Pasta, 2.207 respostas de pais de alunos já foram enviadas para a Prefeitura, e a expectativa é de que um em cada cinco pais participem da consulta. Atualmente, cerca de 50 mil alunos estão matriculados.

Das 211 escolas e creches, 199 já estão adequadas para a retomada das aulas, segundo a administração municipal. "As demais estão em obras e adequações para retorno do atendimento presencial, que será retomado de acordo com o término de cada obra", concluiu em nota.

O processo de retomada das atividades presenciais começou em 24 de maio, com a oferta de atendimento misto para alunos em salas reduzidas, dando prioridade para alunos em situação de vulnerabilidade.

Live do Gaepe

A primeira live da Secretaria de Educação sobre assuntos em pauta, realizada na manhã dde ontem, teve como tema o trabalho realizado pelo Gaepe. O encontro transmitido pelo canal do Youtube da Pasta está disponível para a população. A segunda live acontecerá no dia 1º de outubro.

"É muito importante este trabalho de articulação de parcerias. Segundo a Unicef, a pandemia gerou um retrocesso que nos coloca nos índices do ano de 2001. Se não reunirmos toda a cidade, todos os parceiros, vamos ter um tempo grande para superarmos os desafios trazidos pela pandemia", disse o secretário de Educação, André Stábile, que conversou com Alessandra Gotti, presidente-executiva do Instituto Articule, instituição parceira do Gaepe.

Mogi foi a primeira cidade no Brasil a ter um Gaepe, instituído pela Administração Municipal em parceria com o Instituto Articule, o Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa e a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon). "Mogi tinha um terreno fértil para implantar o GAEPE. A intersetorialidade é uma marca da cidade, que já realizava um trabalho com a Brigada da Pandemia reunindo diferentes atores para juntos superar os desafios, fazendo diferente de uma forma diferente", observou Alessandra.

 

Deixe uma resposta

Comentários