Prazo para inscrição antecipada na rede municipal termina hoje

As inscrições antecipadas devem ser feitas por meio de uma plataforma online da Prefeitura até hoje
As inscrições antecipadas devem ser feitas por meio de uma plataforma online da Prefeitura até hoje - FOTO: Irineu Junior/Secop Suzano

Suzano - O prazo de inscrições antecipadas para a Educação Infantil na rede municipal de ensino se encerra hoje. O procedimento é voltado aos pais e responsáveis de crianças de zero a 5 anos de idade que têm a intenção de matricular o filho na escola em 2022. Para tanto, os interessados devem fazer essa inscrição antecipada na plataforma on-line sme.suzano.sp.gov.br. A etapa não assegura a matrícula definitiva do aluno, mas visa identificar a demanda de novos alunos ingressantes.

O secretário municipal de Educação, Leandro Bassini, explicou que o processo auxilia as equipes da pasta no planejamento do ano letivo. "Todo início de ano temos uma força-tarefa, que é o planejamento da Educação suzanense. Com as crianças do ensino infantil esse trabalho é ainda mais minucioso, uma vez que grande parte desses alunos estarão frequentando a escola pela primeira vez. Então nos preparamos para oferecer toda estrutura necessária, pensando nas salas e em toda questão pedagógica", afirmou.

Até o momento, a secretaria já recebeu mais de duas mil inscrições para o ano que vem, o que garante uma base mais próxima da realidade esperada para o período letivo. "Quanto mais pessoas atingirmos nessa primeira etapa, que é inscrição antecipada, mais fácil será na hora da matrícula de fato. Estaremos preparados para acolher essa demanda e assegurar ainda mais qualidade no ensino", disse.

As inscrições ocorrem por meio da plataforma online sme.suzano.sp.gov.br. Para realizar a inscrição, basta o pai ou responsável acessar o link mencionado e selecionar o ícone referente ao serviço, para em seguida iniciar o processo fornecendo todos os documentos necessários no formato PDF ou imagem (.jpeg). Entre os itens obrigatórios a serem anexados estão o RG e/ou Certidão de Nascimento da criança inscrita e o comprovante de residência recente no nome dos pais ou responsável legal.

Também é necessário apresentar um comprovante de trabalho da mãe ou, havendo, do único responsável pela criança. No caso de autônomo, um documento de próprio punho informando a renda poderá ser encaminhado. O objetivo nesta etapa é garantir a análise conforme critérios de prioridade.

O processo assegura pontuações específicas, a fim de contemplar as crianças que apresentam maior grau de vulnerabilidade no município, constituindo assim uma política social de mais inclusão e igualdade. Todos os critérios estarão disponíveis para consulta na própria plataforma on-line, sendo considerados prioritários os alunos integrantes de famílias acompanhadas pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e/ou Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) ou beneficiárias de programas sociais, por exemplo.

A previsão é de que em breve a pasta também inicie processo semelhante para o Ensino Fundamental e para a Educação de Jovens e Adultos (EJA).