Visita à Ilha Marabá é opção de lazer e educação ambiental

Elas ocorrem todas as sextas-feiras, para grupos reduzidos
Elas ocorrem todas as sextas-feiras, para grupos reduzidos - FOTO: Divulgação/PMMC

Com a chegada da Primavera, nesta quarta-feira passada, as visitas monitoradas à Ilha Marabá são uma boa opção de lazer e, ao mesmo tempo, de educação ambiental. Elas ocorrem todas as sextas-feiras, para grupos reduzidos - de 8 a 12 pessoas - e com uso obrigatório de máscara. Durante as visitas, é possível abordar temas como conservação dos recursos naturais, arborização e mudanças climáticas, entre outros. O horário é das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30, com o agendamento sendo realizado pelos técnicos da secretaria, conforme a procura, por meio do telefone 4798-5959.

A visita à Ilha Marabá proporciona ainda aos visitantes a oportunidade de conhecerem de perto o ecossistema do rio Tietê. Com 13,4 mil metros quadrados, a Ilha Marabá possui uma ponte de madeira sobre o rio e permite que os visitantes percorram toda a ilha por uma trilha, oferecendo às pessoas o contato direto com a várzea do Tietê, que é muito rica.

Feira

A feira - que terá sua próxima edição no próximo sábado, dia 2 de outubro - é fruto de uma parceria entre as Secretarias Municipais de Agricultura, Cultura e Verde e Meio Ambiente, além da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CATI/CDRS). A iniciativa atende a uma demanda por produtos orgânicos e é a primeira com este perfil na cidade. O objetivo estimular o desenvolvimento sustentável por meio da produção agrícola orgânica, agroecológica ou em transição.

Os visitantes encontram na feira barracas de hortifrutis, produtos agroecológicos, em transição agroecológica, orgânicos, mel, panificação e confeitaria, bem como artesanato.