Câmara pede ao TJ que fórum seja reformado

Itaquá - Os vereadores aprovaram anteontem um requerimento endereçado ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) para que se estude a possibilidade de instalação de novas varas, melhorias e ampliação das condições de trabalho no prédio do Fórum da Comarca de Itaquaquecetuba. Segundo os parlamentares e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Itaquaquecetuba, o prédio está com problemas estruturais, o que gera o risco de curtos circuitos e incêndio.

Em março de 2020, um ofício do TJ-SP proibiu que servidores utilizassem o ar -condicionado do local para evitar possíveis problemas na rede elétrica, que não suporta a ligação de grande número de equipamentos. Outro problema tem sido a falta de funcionários, que desanimados com a falta de estrutura não querem ficar no município. Este é um dos motivos de a cidade estar com mais de 120 mil processos parados, informou o presidente da OAB de Itaquá, Jairo Saturnino, em reunião com o presidente da Câmara, vereador David Neto (PP), e mais alguns parlamentares no dia 27 de setembro.

Durante a sessão de ontem, o vereador Dr. Roque (PL) falou sobre o assunto. "Tivemos uma reunião com o presidente da OAB, o Jairo Saturnino, que retratou mais uma vez os fatos (em relação ao prédio). Os servidores estão impedidos de ligar o ar-condicionado, pois pode pegar fogo", comentou.

Já o presidente da Casa de Leis, David Neto, lembrou que este é o papel dos vereadores. "Não podemos ser omissos. Estamos trabalhando e cobrando quem é de direito", reforçou. Todos os parlamentares foram a favor do requerimento, que deve ser encaminhado ao TJ-SP nos próximos dias.