Prefeitura alerta sobre descarte irregular de lixo e entulho

Mogi- As equipes responsáveis pela limpeza pública do município estão fazendo, desde a última semana, trabalhos de remoção de lixo e entulho descartados irregularmente em áreas públicas. O trabalho tem por objetivo sanar os acúmulos de resíduos, que acontecem em diversos pontos da cidade, mas a Secretaria lembra que uma solução definitiva para o problema só virá com a conscientização por parte da população.

Atualmente, a cidade conta com mais de 100 pontos "viciados" de descarte, que são os locais onde o despejo irregular de resíduos ocorre com frequência. A remoção é feita, porém num prazo muito curto os locais voltam a ficar repletos de lixo e entulho. Por isso, é fundamental que as pessoas se conscientizem sobre a necessidade de abandonar essa prática e/ou de fazer denúncias, pelo telefone 153, sempre que algo assim for flagrado.

"Precisamos da colaboração da comunidade para resolver esse problema, que é crônico. Sempre que colocamos equipes nas ruas para remover descartes irregulares, são equipes a menos que poderiam estar fazendo outros serviços essenciais. É algo que envolve custos e mão de obra e não resolve em caráter definitivo, pois em questão de dias, e às vezes até de horas, novos despejos já são feitos", destacou a secretária municipal de Serviços Urbanos, Camila Souza.

Os locais onde ocorrem os descartes irregulares estão espalhados pelos quatro cantos da cidade e são de diferentes portes. Nos últimos dias, as equipes estiveram em alguns tem locais como as margens da avenida Júlio Simões, em Braz Cubas e também na rua Casarejos, entre a Vila Industrial e o Mogilar. Ali, foram identificados diversos trechos onde foram depositados irregularmente não só lixo e entulho, como também móveis e eletrodomésticos antigos. Como resultado dos trabalhos, foram mais de 38 toneladas de resíduos retirados das ruas.

"Temos a Operação Cata-Tranqueira, que todos os sábados percorre um grupo determinado de bairros, fazendo a retirada de móveis antigos. Então reforçamos o pedido para que as pessoas consultem o cronograma, vejam quando a operação vai passar e deixem os móveis nas calçadas na data em que vai ocorrer a recolha. Ou então para que levem o material a algum dos três Ecopontos da cidade", acrescentou a secretária.

A cidade conta com três Ecopontos, sendo um no Jardim Armênia, um no Parque Olímpico e outro em Jundiapeba. Todos funcionam diariamente, das 8 às 18 horas.