Diretora do Sesc detalha sobre abertura da unidade temporária

Nova unidade está sendo construída no antigo Centro Esportivo do Socorro
Nova unidade está sendo construída no antigo Centro Esportivo do Socorro - FOTO: Emanuel Aquilera

Mogi - A diretora da nova unidade do Sesc, Denise Mariano, concedeu entrevista ao Grupo MogiNews/DAT sobre o processo de abertura da nova unidade temporária, localizada no antigo Centro Esportivo do Socorro.

O novo centro teve uma "pré-estreia" na noite de quinta-feira passada, com a apresentação do cantor e compositor Nando Reis, por meio de uma live nas redes sociais, onde apresentou seu repertório acompanhado do filho. "Para gente foi uma grande alegria poder contar com a participação do Nando. Foi um momento de muita sensibilidade no encontro de pai e filho pela arte, traz muito do que queremos levar para as pessoas que vão frequentar nossa unidade", apontou.

Denise falou sobre o processo de instalação da unidade, iniciado em agosto de 2020 com a assinatura do convênio com a Prefeitura de Mogi das Cruzes, e sobre as dificuldades enfrentadas durante o período, principalmente no contexto da pandemia do coronavírus (Covid-19). "Hoje temos 95% das obras concluídas. Estamos terminando o checklist da obra, nos próximos dias receberemos a mobília, a conclusão dos espaços cenográficos e a definição da equipe. Se seguirmos este ritmo, em novembro já poderemos fazer a abertura da primeira fase", explicou.

A diretora do Sesc Mogi garantiu que, com a abertura da nova unidade temporária, serão seguidas todas as medidas de segurança sanitária, com a necessidade de apresentação de um comprovante de pelo menos uma das doses da vacina contra a Covid-19 para entrar nas dependências: "Vamos solicitar enquanto a pandemia persistir, pois nos protege de algo muito pior, estamos pensando no bem coletivo".

Sobre as particularidades que a nova unidade pode vir a ter, Denise garantiu que o Sesc irá realizar um amplo estudo junto à comunidade e com o poder público para definição das ações a serem realizadas. "Tivemos a chance de conversar com os secretários municipais de Cultura e de Esporte, falamos de parcerias e ações que podem ser feitas em conjunto. Pretendemos nos aproximar da classe artística, conhecer mais os pontos turísticos, a herança esportiva da cidade e, após conhecer plenamente o território, vamos valorizar o que é do espaço da cidade e da região", explicou.

Sobre as etapas de construção da unidade temporária, ela explicou que a primeira fase será a primeira de três a serem concluídas em um período de até quatro anos. "A segunda fase, quando começa a implantação e aumento dos espaços programáticos, quadras desportivas, serviço de cafeteria e tenda de eventos está prevista para o segundo semestre de 2022. A partir daí, teremos três anos para fazer os estudos preliminares e apresentar o projeto para a unidade definitiva", apontou.

No entanto, a diretora reiterou que, embora tenha como termo "unidade provisória", o compromisso de consolidação está solidificado. "Este é um compromisso, não vamos sair da cidade. Esperamos que o cronograma seja cumprido, a não ser em condições extraordinárias. É um processo demorado, mas o Sesc veio para ficar", concluiu.

Deixe uma resposta

Comentários