Projeto Cuca Fresca estimula a leitura

Mogi - A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo dará início hoje ao projeto Cuca Fresca. Trata-se de uma ação de estímulo à leitura, que vai se concretizar por meio da instalação de geladeiras personalizadas e recheadas com livros em pontos diversos da cidade. Elas servirão, portanto, como bibliotecas itinerantes e estarão, a princípio, em sete locais da cidade.

São eles: Terminal Central, Terminal Estudantes, Casa do Hip Hop e as escolas municipais Vereadora Astrea Barral Nébias (Jundiapeba), João Antonio Batalha (Chácara Santo Ângelo), Américo Sugai (Pindorama) e Professora Sonia Brasil de Siqueira Andreucci (Jardim Margarida). São, portanto, três pontos centrais, mais quatro descentralizados.

As geladeiras ficarão abertas a todos os interessados. A ideia é que as pessoas levem títulos que já tenham lido e troquem por outros que lá estarão. Ao todo, serão aproximadamente 300 títulos disponíveis, de diversos gêneros. Porém, quem não tiver um livro para fazer a troca poderá também escolher uma obra e levá-la para casa.

As geladeiras utilizadas para o projeto estavam sem uso, armazenadas em depósitos de itens antigos da Prefeitura. A Secretaria teve então a ideia de reaproveitá-las de forma criativa e sustentável, razão pela qual os itens foram personalizados, com graffiti feito pelos artistas locais Bozer e None.

"É mais uma iniciativa de estímulo à leitura e também de ampliação do acesso à cultura, a partir da instalação não só no Centro, como também em bairros e distritos mais afastados. Temos como premissa tornar Mogi das Cruzes uma cidade leitora e um referencial na aplicação de políticas públicas efetivas que garantam os direitos culturais e ampliem os horizontes da população", destaca a secretária municipal de Cultura, Kelen Chacon.

Mais informações sobre o projeto Cuca Fresca podem ser obtidas pelo telefone 4798-6900.