Apae de Mogi participa da VII Olimpíada Regional das Apaes

Jogos serão realizados no Suzanão, e na Arena Suzano no Parque Max Feffer
Jogos serão realizados no Suzanão, e na Arena Suzano no Parque Max Feffer - FOTO: Wanderley Costa/Secop Suzano

Região - A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Mogi das Cruzes é uma das 17 instituições da região do Alto Tietê e Litoral Norte participantes da VII Olimpíada Regional das Apaes, que terá início hoje e se estenderá até a sexta-feira (19). Todas elas prestam assistência às pessoas com deficiência intelectual.

O evento esportivo reúne 11 modalidades, e a Apae de Mogi das Cruzes participará em 8, com 15 atletas: bocha paralímpica, natação, atletismo, futsal, tênis de mesa, dama e dominó e futebol society. Eles são treinados pelos professores de educação física, Evertom Camilo, o Tom, Érika Santos e Reinaldo Júnior, que irão acompanhá-los nas disputas.

Os jogos serão realizados no Estádio Francisco Marques Figueira, o Suzanão, e nas estruturas presentes no Parque Max Feffer, como a Arena Suzano, a Piscina Municipal Daniel Fiamini Geremias e o Pavilhão Roxo.

A competição, que congrega mais de 200 atletas, é uma pré-seleção para as Olimpíadas Especiais - Edição Estadual. Em 2019, a Apae de Mogi das Cruzes promoveu a sexta edição da Olimpíada. No ano passado, a competição não foi realizada por causa da pandemia do coronavírus.

A diretora pedagógica da Apae de Mogi das Cruzes, Ana Paula Nogaroto, falou sobre a importância que esta competição tem para os alunos atletas: "Este é um grande evento de confraternização muito aguardado pelos nossos alunos que, normalmente, competem de eventos esportivos, disputando medalhas. Além disso, eles estão ansiosos com essa retomada às competições e até para rever os amigos".

O professor de educação física Evertom destacou a inclusão dos alunos por meio do esporte. "Essa socialização já é uma vitória. É a conquista pessoal de cada atleta. E este evento regional, por ser o primeiro a ser realizado nessa volta com a pandemia 'mais leve', tem um caráter mais educacional, afinal, não se pode exigir muito do atleta, que ficou quase dois anos sem treinar e, consequentemente, sem competir. A ideia desta edição é deixá-la mais recreativa e educacional, do que competitiva. Estamos em busca de atletas com habilidades. Todos serão premiados com medalhas para incentivá-los ainda mais e isso tem muita importância e representatividade", destacou Tom, um dos profissionais que estão ajudando na organização do evento.

As modalidades estão sendo organizadas pelo Conselho Regional do Alto Tietê e Litoral Norte das Apaes, que realizaram suas inscrições. Vão participar 12 Apaes e outros cinco centros de cuidados a Pessoas com Deficiência (PCD), que receberão hospedagem no município ao longo dos três dias programados, com o objetivo de criar um ambiente olímpico para jovens e adultos envolvidos na preparação.

A organização é da Prefeitura de Suzano, com o envolvimento de pastas como a do Esportes e Lazer e de Educação e o Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe).