Prefeitura e Orquestra definem últimos ajustes do Pequenos Músicos para 2022

Proposta é de que novo termo tenha um prazo maior
Proposta é de que novo termo tenha um prazo maior - FOTO: Divulgação/PMMC

Mogi- Uma reunião na tarde desta quarta-feira (18/11) entre as secretarias municipais de Educação e Governo e a Orquestra Sinfônica de Mogi das Cruzes definiu os últimos ajustes para a renovação do termo de colaboração para a gestão do projeto Pequenos Músicos... Primeiros Acordes na Escola em 2022. As equipes estão trabalhando para que o processo seja concluído ainda este mês.

O intuito da Administração Municipal é de que não haja interrupção das atividades de educação musical nas escolas e os contratos com os profissionais sejam mantidos. "Nós queremos um projeto contínuo. Nosso desejo é que as crianças brilhem, que elas se destaquem nesse projeto. Para isso, é necessário um trabalho de integração, de parceria", disse o secretário de Educação, André Stábile, que esteve acompanhado pelo secretário adjunto Caio Callegari e a equipe técnica da Pasta.

A proposta apresentada no encontro é de que o novo termo tenha um prazo maior de duração e o atendimento seja ampliado. O contrato atual atende 10.360 estudantes e tem duração de sete meses. O novo termo terá o prazo de 12 meses e serão atendidos 11.616 alunos, com a ampliação das aulas.

O secretário de Governo, Francisco Cochi, ressaltou a importância do diálogo neste processo de renovação. "Essa é uma conversa importante para chegarmos a um denominador comum. Nós reconhecemos todo o trabalho da Orquestra. Mogi está sensibilizada para que a renovação do contrato aconteça". A proposta de continuidade da parceria foi apresentada pela Orquestra no último dia 5 de novembro.

"Estamos muito felizes com esta finalização. Nossa responsabilidade é cada vez maior em nos preparamos para darmos um bom atendimento às nossas crianças e jovens. Completamos 20 anos de Sinfônica no próximo ano, podendo oferecer um trabalho educacional de alta qualidade para nossos alunos", disse o maestro Lélis Gerson, diretor artístico da Orquestra. A entidade foi representada também pelo supervisor Sérgio Tavares e Elize Ribeiro.

Com a renovação, as atividades do Pequenos Músicos terão continuidade neste final de ano e, em janeiro de 2022, está previsto um festival de férias nas escolas. Após os 12 meses do novo termo, o projeto não será necessariamente renovado. A Orquestra deverá apresentar formalmente uma declaração com 90 dias antes do vencimento do termo com a intenção da renovação.