Ilha Marabá e Parque Municipal oferecem visitas monitoradas

Mogi - A Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente está com inscrições abertas para visitas monitoradas ao Núcleo Ambiental Ilha Marabá, no Mogilar, e ao Parque Municipal Chiquinho Veríssimo. As visitas ocorrem durante a semana, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30, em grupos reduzidos e com uso obrigatório de mascara. O agendamento é realizado pelos técnicos da secretaria, conforme a procura, por meio do telefone 4798-5959. As visitas são uma boa opção de lazer e educação ambiental para os mogianos.

A Ilha Marabá está instalada em uma área de 13,4 mil metros quadrados e proporciona aos visitantes a oportunidade de vivenciarem de perto o ecossistema do rio Tietê. Uma ponte de madeira sobre o rio permite que as pessoas percorram a ilha por uma trilha, oferecendo o contato direto com a várzea do Tietê, que é muito rica.

Outra opção de visita monitorada é ao Parque Municipal Chiquinho Veríssimo. Ela começa com uma pequena palestra, na qual os participantes aprendem um pouco sobre a história do espaço e da Serra do Itapeti. Em seguida acontece a trilha, considerada de média complexidade e com cerca de 1,5 quilômetro de extensão. A recomendação é para que os participantes venham com calça comprida, além de calçados fechados e confortáveis. Além disso, é importante levar repelentes, protetor solar, lanche e água. No parque existem cerca de 300 espécies de aves identificadas, além de 40 tipos de mamíferos.

Feira Agroecológica

Na Ilha Marabá ocorre a Feira Agroecológica, que desde o dia 6 de novembro acontece todos os sábados. A iniciativa é fruto de uma parceria entre as Secretarias Municipais de Agricultura, Cultura e Verde e Meio Ambiente, além da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (Cati/CDRS). A feira atende a uma demanda por produtos orgânicos e é a primeira com este perfil na cidade. O objetivo estimular o desenvolvimento sustentável por meio da produção agrícola orgânica, agroecológica ou em transição.

Os visitantes encontram na feira barracas de hortifrutis, produtos agroecológicos, em transição agroecológica, orgânicos, mel e derivados, panificação e confeitaria, bem como artesanato. Os feirantes foram selecionados por meio de chamamento público. A prática da agroecologia consiste na produção sustentável, sem emprego de transgênicos ou agrotóxicos e considerando todo ecossistema envolvido, incluindo os componentes ecológicos, socioculturais, técnicos e econômicos.