Serviços socioassistenciais retomam ações presenciais

Mogi - Nesta semana, foi retomado integralmente o funcionamento dos equipamentos da rede de serviços socioassistenciais voltados ao atendimento de crianças, adolescentes, pessoas com deficiência e idosos. O retorno foi possibilitado pela melhoria nos índices da pandemia da Covid-19 e pela imunização dos profissionais da assistência social com pelo menos duas doses da vacina e se oficializou por meio da instrução normativa 07, de 16 de novembro, que estabeleceu a volta da oferta de atendimento presencial com capacidade integral e sem protocolo de distanciamento nos serviços ofertados pelas organizações da sociedade civil parceiras da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Esta, portanto, foi a mais recente medida adotada pela Secretaria de Assistência Social no âmbito das restrições impostas pela pandemia da Covid-19. Desde que a situação se estabeleceu, em março de 2020, a Semas foi eleita como Secretaria prioritária, uma vez que tem como princípio a garantia dos direitos essenciais da população mais vulnerável. Por isso, não houve interrupção no funcionamento da Secretaria e em seus equipamentos de execução direta, porém nos serviços de convivência foram feitas adequações e a modalidade remota foi adotada, visando preservar a saúde de todos.

Para garantir que o processo de retomada do atendimento presencial fosse feito da melhor maneira possível, a Secretaria elaborou, com a orientação técnica da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde e a participação dos profissionais da rede, os Protocolos Sanitários para todos os serviços socioassistenciais. A partir das diretrizes oficiais de prevenção, todas as organizações puderam adequar seus espaços físicos e adquirir materiais e equipamentos de proteção individual para as equipes e pessoas que são atendidas nos serviços.

O cumprimento dos protocolos sanitários pelas 15 organizações que ofertam serviço de convivência para crianças e adolescentes foi acompanhado e validado pela comissão de vistorias, constituída pela Secretaria de Assistência Social, sendo composta por técnicos do poder público e das próprias organizações parceiras.