poá rebaixada

Prefeitura confirma perda do status de Estância Hidromineral

Novo ranking foi definido pela Alesp na quarta-feira; decisão pode trazer prejuízos de R$ 10 milhões ao ano

André Diniz
03/12/2021 às 05:30
Atualizada em 03/12/2021 às 05:30.
Divulgação

Divulgação

Poá - A Prefeitura divulgou na tarde de ontem uma nota oficial confirmando a perda do título de Estância Hidromineral, ocorrida na noite de quarta-feira passada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), que definiu em votação o novo ranking de estâncias e rebaixou a cidade para Município de Interesse Turístico (MIT).

A possibilidade de rebaixamento da cidade vinha sendo discutida pela administração desde o início de setembro. Segundo a municipalidade, a perda do certificado teria ocorrido devido à falta de iniciativas das gestões anteriores com relação ao turismo na cidade, com o último prazo sendo no dia 4 de outubro de 2020. "Foi aberta uma sindicância, que ainda se encontra em andamento, com a finalidade de apurar os erros e identificar os responsáveis que deixaram de prestar contas, cumprir prazos, além de abastecer com dados incorretos a plataforma digital da Secretaria de Estado de Turismo e Viagens",explicou o Executivo.

A Prefeitura de Poá também informou na nota que um Comitê de Gestão de Crise foi formado, com medidas para tentar reverter a situação, como reuniões no Palácio dos Bandeirantes, na Secretaria de Estado de Turismo e Viagens, no Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (Dadetur) e na Alesp, com representantes do Poder Legislativo.

O impacto no rebaixamento da classificação de Poá poderá, segundo a administração local, gerar uma queda na arrecadação de R$ 10 milhões ao ano e impactar o turismo na cidade - a retomada do setor chegou a ser declarada como uma das frentes do novo governo, eleito no final do ano passado, como a finalização da obra do Balneário de Poá. Desde setembro de 2019, o orçamento da cidade deixou de contar com aproximadamente R$ 15 milhões por mês do Imposto Sobre Serviços (ISS), oriundos das operações do Banco Itaú, que estava sediado na cidade.

"Com base na nova realidade, a Prefeitura se compromete em continuar trabalhando pelo fomento do turismo, buscando recursos para a conclusão do Balneário Municipal e medidas para aplicar políticas públicas para valorizar os atrativos turísticos da cidade, criando regulamentação de ações de longo prazo, que não sejam dependentes da gestão administrativa, com o objetivo de recuperar o título de Estância", concluiu em nota.

Até o fechamento da matéria, não houve confirmação de pronunciamento por parte da prefeita Márcia Bin (PSDB) por meio de transmissão nas redes sociais.

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@portalnews.com.br

Comercial e parcerias:

contato@portalnews.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por