sistema alto tietê

Reservatórios têm queda de 30% na capacidade em 1 ano

Maiores reduções ficaram com as barragens de Ponte Nova e Paraitinga, em Salesópolis; baixas são de 48% e 50%

André Diniz
12/12/2021 às 05:30
Atualizada em 12/12/2021 às 05:30.
Mogi News/Arquivo

Mogi News/Arquivo

Região - Um levantamento feito junto aos dados do Portal dos Mananciais da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) mostrou que os reservatórios do chamado Sistema Produtor do Alto Tietê (Spat) tiveram uma queda de 30,33% em sua capacidade de armazenamento no período de um ano.

O Spat é composto por cinco reservatórios: Paraitinga, Ponte Nova, Biritiba, Jundiaí e Taiaçupeba. As represas estão localizadas entre os municípios de Suzano e Salesópolis, com 4,5 milhões de pessoas que dependem destes pontos de captação e distribuição.

Nos bancos de dados disponibilizados pela Sabesp, no dia 10 de dezembro de 2020 os cinco reservatórios possuíam um agregado de 298,02 hectômetros cúbicos (um hectômetro cúbico corresponde a 1 bilhão de litros de água), o que representa 53,19% da capacidade total do sistema.

No entanto, depois de um ano, o total de água disponível nos reservatórios na região do Alto Tietê caiu para 207,61 hm³, ou 37,05% da capacidade. A redução nos reservatórios representou uma queda de 30,33% no intervalo de 12 meses.

O reservatório Ponte Nova, situado em Salesópolis, é o de maior capacidade e o que teve a maior queda - de 257,21 hm³ em dezembro do ano passado, na última quinta-feira ele registrou 133,33 hm³ - uma redução de 48,16% de seus estoques.

O reservatório Paraitinga, também localizado em Salesópolis, foi outro que teve uma queda que pode ser considerada acentuada. No dia 10 de dezembro do ano passado a represa tinha 16,81 hm³ d'água disponíveis, e um ano depois este número caiu para 8,30 hm³. Com isso, é possível observar uma redução de 50,62%.

Saldo positivo

Entretanto, nem todos os reservatórios tiveram quedas entre 2020 e 2021. Um deles foi o de Taiaçupeba, em Mogi das Cruzes, que saltou de 13,74 hm³ para 31,89 hm³ em um ano - aumento de 132,09%. O Jundiaí, também localizado em Mogi, teve um aumento ainda maior em um ano: 137,64%. No ano passado, o local contava com 9,51 hm³, enquanto que neste ano registra 22,60 hm³.

Mas o maior diferencial está no reservatório Biritiba, cujo nível cresceu 1.432% de 2020 até agora. O reservatório, que chegou a ter apenas 2,17% de sua capacidade com 0,75 hm³, atualmente está com 11,49 hm³, ou 30,51%.

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@portalnews.com.br

Comercial e parcerias:

contato@portalnews.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por