Mato alto

Infestação de lagartas em terreno preocupa vizinhos em Braz Cubas

Um dos moradores próximo ao local chegou a levar uma criança a uma unidade de saúde após contato com a larva

André Diniz
10/01/2022 às 00:00
Atualizada em 10/01/2022 às 00:00.
DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Mogi - Um terreno na rua Morumbi, no distrito de Braz Cubas, tem tirado a tranquilidade dos moradores neste início de ano. O mato alto e a proliferação de animais peçonhentos fez com que os moradores pedissem ajuda às autoridades do município.

O terreno está localizado à altura do número 164 da rua, e com as chuvas de fim de ano teve um crescimento do mato no local, com "convidados" considerados indesejados: lagartas amarelas, que são a fase intermediária de borboletas e mariposas - mas que, nesta fase, são peçonhentas, ou seja, podem ferir e envenenar predadores naturais e as pessoas.

Segundo Rosevelti Casado, vizinho do terreno baldio, a proliferação das taturanas chegou a causar um incidente no último domingo. "Era por volta da manhã quando uma de nossas vizinhas teve que levar a filha pequena para o hospital por ter contato com uma dessas lagartas. Felizmente, não tivemos notícias de complicações, mas ainda sim é algo perigoso", disse.

Questionado sobre a posse e responsabilidade do terreno, o morador informou que o local seria de propriedade da Prefeitura de Mogi das Cruzes. "Sempre tentamos pedir junto à Prefeitura para pedir a limpeza regular do terreno, mas não conseguimos ações tão rápido quanto poderia ter", lamentou.

Questionada pela reportagem, a Prefeitura informou que o terreno citado é de propriedade do município, e que o local recebe limpeza periódica. "A próxima limpeza será realizada no início de fevereiro, conforme programação. O canal oficial para o registro de pedidos por parte da população é a Ouvidoria do município, pelo telefone 156", declarou em nota.

Atenção com taturanas

As taturanas, também conhecidas como mandorová, marandová, mandrová, lagarta-de-fogo, saiú entre outras, são a fase intermediária de maturação de insetos conhecidos como lepidópteros, como borboletas e mariposas. Algumas espécies possuem cerdas com toxina venenosa que causa dor, ardência, inchaço e hemorragia em casos severos.

A Vigilância de Saúde da Prefeitura de São Paulo informa em sua página na internet que as pessoas devem tomar cuidado ao colher frutas e podar árvores, observando se não há as larvas no local e utilizando luvas e roupas cobrindo os braços; evitar a presença de crianças próximo a árvores e plantas que contenham taturanas, bem como evitar o local até que elas entrem em fase de crisálida.

Em Mogi das Cruzes, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) é o órgão municipal credenciado a cuidar de animais peçonhentos como taturanas, além de aranhas, escorpiões, serpentes, vespas, entre outros. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, e os telefones de contato são 4792.8585 ou 94304-7596 (WhatsApp).

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@portalnews.com.br

Comercial e parcerias:

contato@portalnews.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por