Comorbidades consideradas pelo Ministério da Saúde:

• Insuficiência cardíaca
• Cor-Pulmonale e Hipertensão Pulmonar
• Cardiopatia Hipertensiva
• Síndrome Coronarianas
• Valvopatias
• Miocardiopatias e Pericardiopatias
• Doença da Orta, dos Grande Vasos e Fistulas

Arteriovenosas
• Arritmias Cardíacas
• Cardipoatias Congênitas
• Próteses Valvares e Dispositivos cardíacos Implantados
• Talassemia
• Síndrome de Down
• Diabetes Mellitus
• Pneumopatias Crônicas Graves (com uso de medicação

de uso contínuo ou histórico de internação pela doença

no último ano)
• Hipertensão Arterial Resistente e de Artéria Estágio 3
• Hipertensão Estágios 1 e 2 com Lesão e Órgão Alvo
• Doença Cerebrovascular
• Doença Renal Crônica
• Imunossuprimidos (incluindo pacientes oncológicos)
• Anemia Falciforme
• Obesidade Mórbida
• Cirrose Hepática
• HIV

Critérios de comprovação para comorbidades:
Apresentar comprovante da condição de risco:
• Exames
• Receitas
• Relatório Médico
• Prescrição Médica