Temporal deixa parte da cidade sem luz e com ruas alagadas

Centro, Cezar de Souza e Braz Cubas foram afetados
Centro, Cezar de Souza e Braz Cubas foram afetados - FOTO: Valmor Villafranca/Divulgação

Mogi - A forte chuva que se formou na tarde de ontem deixou boa parte da cidade às escuras e debaixo d'água. A Prefeitura, por meio da Defesa Civil, emitiu uma nota informando que foram registrados pontos de alagamento no centro, no bairro do Rodeio e no distrito de Cezar de Souza, e causou também a falta de energia elétrica em partes do município.

A Defesa Civil atribuiu os problemas ao grande volume de água registrado em um curto espaço de tempo. "O volume de chuva desta terça-feira será aferido às 7 horas desta quarta-feira, quando é feita a medição na estrutura do Departamento de Água e Energia Elétrica (DAEE) na Ponte Grande", informou.

Segundo as estações automáticas do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), foi registrado em um intervalo de seis horas a queda de 22,4 milímetros (mm) de chuva; em Jundiapeba foram 7mm; na Vila Andrade 6,5mm e no Jardim Santos Dumont 0,2mm. O levantamento foi feito às 18h30.

O município informou que as sirenes de alerta das praças da Bandeira e Francisca de Campos Mello Freire, na região central da cidade, foram acionadas de forma preventiva para alertar motoristas, moradores e comerciantes.

Houve, também, registro de quedas de árvores nos bairros Socorro, Parque Monte Líbano e Shangai. "Semáforos de várias regiões da cidade, como no centro e em Jundiapeba, ficaram inoperantes pela queda de energia, o que impede o funcionamento. Agentes de trânsito foram deslocados para pontos estratégicos para orientar o trânsito", explicou.

Por sua vez, A EDP Energia informou que houve impacto "de grande proporção" com o rompimento do cabo na linha de subtransmissão que abastece pontos da cidade, com foco nas regiões de Braz Cubas, Cezar de Souza e no centro, além de ocorrências associadas com a queda de galhos e objetos na rede de distribuição. "A distribuidora atua em parceria para o monitoramento do clima e age de forma estratégica com reforço preventivo das equipes, que atuam para reparo das redes danificadas no prazo mais curto possível". A luz retornou às 19 horas.

Serviço

O atendimento a urgências e emergências causadas pelas chuvas pode ser feito pelo telefone 199 da Defesa Civil.

A EDP informa que, caso a população se depare com incidentes o comunicado deve ser feito pelos canais de atendimento: (0800-721-0123 - ligação gratuita), pelo WhatsApp (93465-2888), ou por mensagem de texto para 28037 com a mensagem "Falta Luz".

 

Deixe uma resposta

Comentários