Constantes quedas de energia

Agestab se reúne com EDP para buscar solução

27/01/2022 às 05:30
Atualizada em 27/01/2022 às 05:30.

Região- A Associação Gestora do Distrito Industrial do Taboão (Agestab) se reuniu com representantes da EDP Bandeirante a fim de buscar uma solução para as constantes quedas de energia. Um encontro online foi realizado anteontem e contou com a participação de 21 empresários e de profissionais da concessionária ligados às áreas técnica, de planejamento, da qualidade, e dos setores operacional e de atendimento.

Os empresários reclamam que as quedas de energia passaram a ocorrer de forma frequente nas últimas semanas, o que prejudica diretamente a produção. Outro problema apontado são os longos tempos de espera até o reparo.

"Esta reunião tem como objetivo principal estreitar a relação da Agestab com a EDP e mostrar como as falhas no sistema de distribuição de energia tem nos prejudicado. Solicitamos um atendimento mais efetivo e com prazos menores", afirmou o presidente da Associação Gestora, Osvaldo Baradel.

Entre os dias 16 e 18 de janeiro, algumas empresas do Taboão chegaram a ficar até 24 horas sem energia. A EDP informou que as fortes chuvas, que atingiram a região, ocasionaram uma série de ocorrências e, consequentemente, longos períodos sem o serviço. Segundo a empresa, nestas datas, equipes do Vale do Paraíba foram deslocadas com o objetivo de reforçar o atendimento.

A concessionária informou que uma das estratégias para que paradas tão grandes não voltem a ocorrer é o investimento em equipes multifuncionais. Os grupos que realizam atendimento comercial, por exemplo, estão sendo capacitados para se houver a necessidade, estarem aptos a realizarem reparos de menor complexidade.

Baradel explicou que as quedas de curta duração, as chamadas "piscadas de energia", são tão prejudiciais quanto os longos períodos sem o serviço. "Quando ocorre a queda, mesmo que seja por 30 segundos, impacta diretamente na produção, porque as máquinas da fábrica param. Corremos o risco, inclusive, das máquinas queimarem ou serem danificadas", contou.

Estas "piscadas", segundo os empresários, estão ocorrendo com maior frequência neste mês de janeiro. A média, de acordo com eles, é de até cinco pequenas quedas por dia, mesmo em dias sem chuva.

Um levantamento será realizado pela Agestab para identificar o volume de problemas deste tipo nos últimos meses. O documento será e encaminhado à EDP. A concessionária informou que intensificará as podas da vegetação, que podem encostar nos cabos e resultar na suspensão do fornecimento.

Outra medida adotada é a troca dos cabos para um sistema de cabeamento mais resistente.

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News