Editorial

A defesa da nossa gula

André Diniz
05/02/2022 às 05:30
Atualizada em 05/02/2022 às 05:30.

Neste domingo celebra-se o Dia da Defesa Ambiental. Dentre tantas efemérides que povoam nosso calendário, esta data tem um significado diferenciado para os homens e mulheres que vivem em nossa região, um dos últimos redutos de fauna e flora na Região Metropolitana de São Paulo.

O Cinturão Verde, nas últimas décadas, ganhou tons de cinza com o avanço da urbanização e do povoamento em Suzano, Mogi, Itaquaquecetuba e tantas outras. Inevitavelmente na marcha do progresso, abrimos espaço e invadimos o habitat de outras espécies.

No entanto, os últimos anos têm sido cruciais para o acerto de contas entre o homem e a Mãe Natureza. Da chuva de fuligem que atingiu o sudeste brasileiro vindo das queimadas na Amazônia aos extremos do tempo desequilibrado entre períodos de seca que nos ameaçam com a "crise hídrica" e as tempestades inclementes que destroem, matam e deslocam famílias: temos visto o impacto da falta de políticas conjuntas entre os três poderes para a preservação ambiental.

O trabalho de homens e mulheres das Guardas Civis Municipais, da Polícia Ambiental e dos setores de fiscalização das prefeituras no Alto Tietê tem atuado para a manutenção das Áreas de Preservação Ambiental (APAs). Nelas, a ameaça constante da grilagem de terras e a criação de assentamentos irregulares colocam em risco um dos bens mais preciosos do século XXI: a água potável, possível "ouro do futuro" para além das riquezas invisíveis das criptomoedas e outras invenções virtuais.

Há uma diferença entre amar o meio-ambiente e demonstrar este amor - e, em muitos casos, os resultados estão mais para a segunda opção do que para a primeira. A escolha de homens e mulheres capacitados para a gestão das Pastas de Meio Ambiente na região tem feito a diferença, no entanto é necessário fazer mais.

Cabe reforçar esta força com o empenho financeiro de projetos voltados à sustentabilidade, na fiscalização de obras que possam atingir áreas de várzea ou de mananciais, e que as ações e discursos estejam ambos alinhados na realidade, antes que a defesa do meio ambiente se torne mera formalidade de uma civilização derrotada pela própria gula.

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News