Energia elétrica

Tarifa Social atende 57 mil famílias em todo Alto Tietê

Medida traz descontos nas contas para famílias em situação de vulnerabilidade que economizam eletricidade

Raissa Sandara
13/02/2022 às 05:30
Atualizada em 13/02/2022 às 05:30.
Arquivo/Mogi News

EDP feirão - FOTO: Arquivo/Mogi News

Região- As cidades da região contam com 57.173 famílias com o benefício de Tarifa Social de Energia, de acordo com a EDP Bandeirante. O benefício garante que as famílias cadastradas recebam descontos proporcionais de acordo com a economia no uso da energia. Para famílias que utilizam até 30 quilowatts/mês, a redução no valor da conta é de 65%.

Se a família consumir entre 31 e 100 kWh/mês, o valor fixo da conta diminui 40%. E para as famílias que consomem 101 kWh até 220 kWh, a redução é de 10%. As famílias que utilizam mais de 220 kWh/mês não têm nenhum desconto e pagam o mesmo valor de famílias não cadastradas no benefício.

Famílias indígenas e quilombolas têm descontos maiores. De 100% se consumirem menos de 50 Kwh/mês. Para as outras faixas de consumo, o desconto é o mesmo percentual relatado anteriormente.

Entre as cidades do Alto Tietê, Mogi das Cruzes tem o maior número de cadastrados na Tarifa Social com 15.924 famílias. Em segundo lugar está Itaquaquecetuba com 12.678 famílias, Suzano aparece em terceiro com 11.613.

Tem direito ao benefício de desconto no valor da energia elétrica famílias que sejam inscritas no Cadastro Único (Cadúnico) para Programas Sociais do governo Federal, contanto que tenham renda familiar mensal per capita, comprovadamente, menor ou igual a meio salário mínimo nacional; Idosos com 65 anos, ou mais, e pessoas com deficiência que recebam o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social - BPC; Famílias quilombolas ou indígenas com inscrição no CadÚnico; Famílias inscritas no CadÚnico com renda mensal de até 3 salários mínimos, que tenham portador de doença ou patologia cujo procedimento médico ou tratamento requeira uso contínuo de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que dependam de energia elétrica.

Os documentos necessários para se cadastrar na EDP são o RG, ou outro documento de identificação social com foto, como Carteira de Motorista, e CPF (Cadastro de Pessoa Física). Ou, ainda, Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI);

Número de Identificação Social (NIS), obtido por meio dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS);

O benefício do Tarifa Social apenas permite uma instalação elétrica por família;

É de responsabilidade do cliente cadastrado informar a EDP de mudança de endereço, caso isso não ocorra, ele pode perder o direito ao desconto;

O Cadastro Único garante a manutenção do desconto de luz ao consumidor, por isso é importante que os dados estejam atualizados no cadastro no CRAS do município. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone 0800 721 0123. 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News