briga de vereadores

Câmara repudia declarações de parlamentar suzanense

Fábio Diniz teria feito vídeo acusando Prefeitura e Câmara de omissão em caso de moradora em situação vulnerável

André Diniz
17/03/2022 às 05:30
Atualizada em 17/03/2022 às 05:30.
Diego Barbieri/CMMC

Vereadores vão encaminhar moção para Suzano - FOTO: Diego Barbieri/CMMC

Mogi - A Câmara aprovou por 22 votos a um, na tarde de ontem, uma moção de repúdio contra o vereador Fábio Diniz (PTB), de Suzano, por declarações contra os poderes Executivo e Legislativo mogianos no caso de uma moradora em situação de vulnerabilidade

O vereador teria publicado nos últimos dias, em sua conta no Facebook, um vídeo mostrando uma moradora de Mogi das Cruzes que estaria em situação de cárcere privado, e acusava membros da Câmara de Vereadores, como o presidente Marcos Furlan (Pode) e a Prefeitura de Mogi, por meio da Pasta responsável pela Assistência Social, de omissão no socorro da moradora, que foi filmada em roupas íntimas.

A moção de repúdio foi assinada pelos 22 vereadores do Legislativo mogiano, à exceção da vereadora Inês Paz (Psol). Durante as deliberações, membros da Câmara fizeram questão de rebater as acusações de Fábio Diniz. José Luiz Furtado (PSDB), o Zé Luiz, foi o primeiro a se posicionar contra, levantando dúvidas sobre a moralidade das ações e os procedimentos, sendo que não foram acionadas diretamente as autoridades locais, como a Polícia Militar. "No caso de um crime, precisa acionar os órgãos competentes, o Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência). Tá virando moda termos políticos usando as redes sociais para fazer populismo e ganhar notoriedade", protestou.

Já Clodoaldo Aparecido de Moraes (PL) reiterou que, embora tenha sido contatado pelo vereador suzanense, a divulgação do vídeo acusando os vereadores de omissão ocorreu enquanto seu gabinete apurava a denúncia. "Não compete ao vereador investigar crime de cárcere privado, quem precisa resgatar é a autoridade competente", explicou.

A vereadora Fernanda Moreno (MDB) lamentou o caso, afirmando que esperava uma atitude mais compatível com o cargo por parte de Diniz. "Que ele tivesse nos procurado da forma adequada, e não fosse tentar fazer média na internet. Sempre vemos isto acontecer - quando isso parte de um vereador, tem outro peso. Ele precisa ser penalizado pela sua postura".

O presidente da Câmara, declarou que Diniz claramente busca engajamento nas redes sociais. "Ele quer é mostrar e acusar os vereadores, pretensiosamente dizendo que não foram encontrados", desabafou.

A moção de repúdio foi encaminhada para o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL), e para o presidente da Câmara de Vereadores de Suzano, Leandro Alves de Faria (PL), o Leandrinho.

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News