Desde início do ano

Patrulha Maria da Penha realiza três prisões no ano

Ingrid Leone
22/03/2022 às 05:30
Atualizada em 22/03/2022 às 13:39.
Andreza Rodrigues/Secop Suzano

Patrulha Maria da Penha de Suzano faz ações de fiscalização e conscientização - FOTO: Andreza Rodrigues/Secop Suzano

Suzano - A Patrulha Maria da Penha realizou 1.092 rondas e três prisões em flagrante, do início do ano até a última segunda-feira. O projeto de enfrentamento à violência contra a mulher e defesa da sua integridade, é vinculado à Guarda Civil Municipal (GCM) da cidade, e entre 2020 e 2021, foram mais de 20 mil rondas e 18 prisões em flagrante. A Patrulha atua desde 2014 no município e é responsável pela fiscalização do cumprimento de medidas protetivas estabelecidas pela Lei Maria da Penha, como o afastamento do agressor do lar.

Em mais de sete anos de funcionamento, a Patrulha Maria da Penha não registrou nenhum caso de feminicídio entre as mulheres assistidas pelo programa. Os casos variam entre diversas tipificações, como violência psicológica, física, moral e a violência patrimonial. A iniciativa foi estruturada pela primeira mulher a comandar a Guarda Civil de Suzano, Rosemary Caxito. A comandante explicou que o objetivo junto ao público feminino é também garantir informações, orientando sobre os canais de denúncia em caso de violência.

O projeto é formado por um grupo de agentes municipais com a função de dar apoio e fiscalizar o cumprimento das medidas protetivas. A Patrulha de Suzano é referência para diversas cidades do Brasil, inclusive levando treinamento para outros Estados. Em 2018, foi reconhecida com o Selo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FPSP) de Práticas Inovadoras. Na região, a Patrulha Maria da Penha está presente também nas cidades de Mogi das Cruzes, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos, Arujá e Poá.

Rosemary entrou na Guarda Civil encabeçando um projeto da ronda escolar, e em seguida foi responsável pela estruturação da Patrulha. Depois de cinco anos de trabalho, segundo ela, o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PL) fortaleceu a iniciativa e a convidou para o posto de comandante. "A relação entre a Guarda Civil e a Patrulha foi intensificada", destaca. Hoje ela está à frente de 70 homens no comando da GCM, responsáveis pelo patrulhamento em Suzano.

Com 12 anos de carreira, sendo dois deles à frente do comando da GCM de Suzano, a comandante avalia que o machismo ainda é muito grande no segmento, e é necessário que "constantemente se prove no espaço de trabalho". A GCM de Suzano recebe denúncias pelo telefone 4746-3297. O contato com a Patrulha Maria da Penha é feito pelo telefone 4745-2150.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News