Em 2022

Procon recebe 47 reclamações sobre propaganda enganosa

29/03/2022 às 05:30
Atualizada em 29/03/2022 às 08:25.
Pedro Chavedar/PMMC

Código de Defesa do consumidor prevê que toda informação ou publicidade, suficientemente precisa, veiculada por qualquer forma, seja por loja física, folheto, internet, aplicativo, anúncio em publicações, ou qualquer outro meio, obriga o fornecedor a cumprir o que se comprometeu, com a exceção de erros grosseiros na fixação do preço, que permitem a fácil percepção pelo consumidor - FOTO: Pedro Chavedar/PMMC

Mogi- O Procon registrou 47 reclamações de não cumprimento da oferta e propaganda enganosa em 2022. Os dados foram computados até ontem, com casos nos quais o consumidor é atraído pela oferta de um produto ou serviço, mas no momento da conclusão da compra há alguma alteração, como o preço ou as condições de pagamento.

Segundo o órgão de defesa do consumidor mogiano, esse tipo de situação é comum e em alguns casos a qualidade do produto oferecido é diferente daquilo que foi anunciado. Nos anos anteriores, os registros em Mogi das Cruzes chegaram a 312 reclamações em 2020, e 236 ocorrências em 2021.

O Código de Defesa do consumidor prevê que toda informação ou publicidade, suficientemente precisa, veiculada por qualquer forma, seja por loja física, folheto, internet, aplicativo, anúncio em publicações, ou qualquer outro meio, obriga o fornecedor a cumprir o que se comprometeu, com a exceção de erros grosseiros na fixação do preço, que permitem a fácil percepção pelo consumidor.

Diante da promessa, seja de uma venda que não se efetivou, pois o preço foi alterado na contratação, ou ainda a alteração pela empresa durante o contrato, o consumidor pode escolher pelo cumprimento forçado da obrigação, conforme a oferta; aceitar outro produto ou prestação de serviço equivalente, ou rescindir o contrato com direito à restituição do valor pago, devidamente atualizado.

A coordenadora do Procon de Mogi das Cruzes, Fabiana Bava, alerta que os consumidores devem estar atentos não apenas durante as compras, mas também na aquisição de serviços. Em casos de contratação de pacotes de telefonia, TV por assinatura e pacotes de internet, por exemplo, habitualmente são ofertados descontos de até 50% do valor integral do serviço, por um prazo de 6 a 12 meses. No entanto, os consumidores são surpreendidos com a cobrança do preço cheio, dois ou três meses depois. "Além do preço promocional, algumas operadoras oferecem mais um desconto para que o consumidor coloque o pagamento em débito automático. Então, quando o preço passa a ser cobrado sem o desconto ofertado, muitos não se atentam de imediato. Por isso é necessário redobrar a atenção com as cobranças e especialmente registrar os termos da proposta, seja pela aquisição no portal da empresa, ou por aplicativo - o indicado é não contratar por ligação telefônica, pela dificuldade de comprovar a oferta".

As reclamações e pedidos de orientação podem ser feitas ao Procon, por meio do telefone 4798-5090. .

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News