Finanças

Câmaras economizam mais de R$10 milhões em dois anos

"Mapa das Câmaras" apurou total gasto pelas Casas de Leis e estimou o custo médio anual de cada vereador

André Diniz
12/04/2022 às 05:30
Atualizada em 13/04/2022 às 09:51.
Mogi News/Arquivo

Evento será nos dias 6 e 7 de junho no auditório da Câmara Municipal de Mogi - FOTO: Mogi News/Arquivo

Uma apuração do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) sobre os gastos das Câmaras de Vereadores de todos os municípios paulistas apontou que, no Alto Tietê, o primeiro ano das novas legislaturas tiveram juntas uma economia de mais de R$ 10 milhões em relação ao último ano da gestão anterior.

O "Mapa das Câmaras" mostrou o gasto total das Casas de Lei, em comparação com a população total estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e não levou em consideração a inflação no período aferido. Em todo o Estado, à exceção da capital, o montante total foi de R$ 2,854 bilhões, enquanto que nas dez cidades do bloco regional tiveram gastos de R$ 115,8 milhões no ano passado - uma economia de R$ 10,7 milhões na comparação com 2020.

O valor per capita médio de um vereador por ano no Alto Tietê é de R$ 83,89 no ano passado, enquanto que no ano anterior o valor foi de R$ 89,70 - em média
R$ 5,81 mais barato. A média estadual de um vereador para a população, segundo o TCE-SP, é de R$ 83,22 para cada homem, mulher e criança.

No Alto Tietê, três cidades tiveram um gasto maior no ano passado na comparação com o ano anterior: Arujá (R$ 503,7 mil a mais), Ferraz de Vasconcelos (R$ 636,5 mil) e Guararema (R$ 208,6 mil), onde o gasto per capita por vereador também aumentou. Já em Salesópolis, onde o gasto total do Legislativo tenha subido R$ 4,3 mil, o gasto per capita de cada parlamentar foi R$ 0,30 menor, devido ao crescimento da população local.

Segundo o TCE-SP, Arujá é a cidade onde o vereador sai mais "caro" para o morador, com 15 vagas e um gasto total de R$ 15,4 milhões no ano passado, uma média de R$ 166,68 por pessoa. Itaquaquecetuba, com seus 19 vereadores e investimento de R$ 12,8 milhões em 2021, é a cidade com o maior custo-benefício para seus membros do Legislativo.

No primeiro ano dos novos mandatos de vereadores e vereadoras, a Câmara de Poá foi a que apresentou o maior corte de gastos no Alto Tietê, com uma redução de R$ 4,7 milhões. A Câmara de Mogi das Cruzes foi a que teve a segunda maior queda de gastos, com R$ 3,3 milhões a menos para os 23 parlamentares. Em Suzano, os 19 vereadores geraram uma economia de R$3,2 milhões.

No Estado de São Paulo, a Câmara de Vereadores da de Borá foi a que teve o maior custo per capita, com R$ 925 para cada cidadão. A Câmara de Vereadores de Campinas foi a que teve o maior custo geral, com R$ 102 milhões, seguida de Guarulhos com R$ 92 milhões e 34 vereadores - o maior plenário depois da capital.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News