Páscoa

Número de pequenos negócios cresce na pandemia

Confeiteiras destacam a importância da produção de doces para ajudar completar a renda

Aline Sabino
15/04/2022 às 09:01
Atualizada em 15/04/2022 às 09:01.
Divulgação

Fernanda Valverde precisou inovar a produção durante o período de isolamento - FOTO: Divulgação

A instabilidade econômica e o isolamento social provocados pela pandemia da Covid-19 afetaram a vida financeira de muitas famílias. A Páscoa, assim como outras datas comemorativas, trazem grandes oportunidades para quem quer ter uma renda extra e tentar sair da crise. O número de pequenos negócios que atuam no setor de fabricação de produtos derivados do cacau e chocolates cresceu durante a pandemia da Covid-19.

De acordo com levantamento feito pelo Serviço Apoio As Micros Empresas (Sebrae) a partir de dados do Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), registrados pelo Ministério da Economia, houve um incremento de 57% na abertura de novos negócios nesse segmento em 2021 em relação ao resultado de 2019. Enquanto no ano anterior à crise foram abertas 1.526 micro pequenas empresa, no ano passado esse número alcançou 2.397 novos pequenos empreendimentos, a maioria deles (2.319) constituída por microempreendedores individuais (MEI).

Ovos de páscoa
Ovos de páscoa - Divulgação


Aos 36 anos, a mogiana Juliana Vital, decidiu se aventurar na confeitaria. Em 2020, no auge da pandemia da Covid-19, a confecção de doces foi uma válvula de escape para aguentar a pressão do confinamento social que se tornou a maior medida preventiva contra a doença. “Quando fomos obrigados a ficar em casa, resolvi começar a fazer doces para vender, depois disso, até busquei cursos livres para aprimorar minhas produções”, disse. Segundo a mogiana a maior inspiração veio de casa. “Acredito que esse é um dom que herdei da minha mãe, cresci observando como ela fazia bolos, salgados e também ovos de páscoa”, destacou.


De acordo com Juliana, que também é professora, o trabalho com os doces foi uma maneira de enfrentar a pandemia. “O momento de fazer os doces era uma forma de aliviar toda a pressão que estava sobre mim naquele momento tão incerto. Por esse motivo resolvi fazer uma coisa que eu gosto bastante e aproveitar para começar a empreender”, afirmou.

O pontapé inicial para a confeiteira foi oferecer os produtos aos vizinhos. “No início comecei oferecendo aos poucos no condomínio onde moro, entre a família. Percebi realmente como uma oportunidade de empreender poderia complementar a minha renda”. Segundo Juliana, muitas pessoas estão dando preferência aos ovos caseiros. “Por conta do valor dos ovos no mercado, a procura pelos ovos caseiros está um pouco maior, mesmo tendo que repassar esses aumentos nos produtos em nosso preço final, ainda sim, estão com valor mais acessível que os ovos industrializados”, concluiu.

Fernanda Valverde, educadora física em Mogi das Cruzes e que também trabalha na confecção de chocolates artesanais desde 2010, contou que durante a pandemia foi preciso inovar o catálogo para não perder as vendas. “Antes da pandemia eu trabalhava com chocolates simples, ovos e pirulitos, por exemplo. Durante o isolamento social precisei diversificar e comecei o 'Festa na Caixa', kits para datas comemorativas, como Dia das Mães, Pais, Namorados, e outras datas que até então eram menos lembradas como Dia dos Avós, Dia da Secretária, Dia do Filho, Dia do Catequista, e etc”, ressaltou.

De acordo com Fernanda, nos últimos dois anos, a confeitaria foi sua única fonte de renda. “Voltei a trabalhar como educadora física escolar, mas os chocolates fazem parte de 35% da minha renda familiar”, contou.


 

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News