ICMS

Repasses aumentam 13,8% no primeiro trimestre

As dez cidades do Alto Tietê receberam quase R$ 250 milhões, valor maior que o mesmo período de 2021

Everton Dertonio*
17/04/2022 às 07:35
Atualizada em 17/04/2022 às 07:35.
Divulgação

Arujá é a cidade com maior aumento percentual no repasse - FOTO: Divulgação

A Secretaria de Estado da Fazenda e Planejamento repassou ao Alto Tietê, referente ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o valor de R$ 246 milhões no primeiro trimestre deste ano. A quantia é 13,8% superior a do ano passado, que no mesmo período chegou a R$ 216 milhões. Cada cidade recebe um valor de acordo com o seu índice de Participação do Município (IPM).

A média percentual de aumento nas cidades da região foi de 19,06%. O ponto fora da curva foi Arujá, que teve o repasse 28,3% maior do que o de 2022, indo de R$ 20.264.516,40 para R$ 26.006.923,73. Já na última colocação entre os aumentos percentuais de repasses está Poá, que recebeu R$ 11.648.003,37 em 2021 e R$ 12.474.572,92 neste ano, registrando uma alta de 7%.

Mogi das Cruzes, Suzano e Itaquá foram as cidades que receberam os maiores valores em repasses no primeiro trimestre de 2022. Mogi saltou de R$ 63.255.557,09 em 2021 para R$ 70.418.607,98 neste ano, com alta de 11,3%. Entre os três municípios, Suzano registrou o maior aumento percentual de 13,9%. O município foi de R$ 54.950.912,17 no ano passado para R$ 62.640.445,47 em 2022. Itaquá, por sua vez, teve 12,5% de aumento em seu repasse, recebendo R$ 31.975.804,01 no ano anterior, e R$ 35.976.316,03 no primeiro trimestre deste ano.

A cidade que recebeu o menor valor em 2022 e registrou o segundo menor aumento percentual foi Salesópolis. O município teve repasse de R$ 2.180.891,27 no período de 2021, e R$ 2.394.873,95 neste ano. O aumento foi de 9,8%.

O levantamento feito pelo Portal News aponta os valores recebidos por cada cidade do Alto Tietê nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2021 e o mesmo período de 2022, com seus respectivos acréscimos:

Mogi das Cruzes
2021 - R$ 63.255.557,09
2022 - R$ 70.418.607,98
Acréscimo de 11,3%

Suzano
2021 - R$ 54.950.912,17
2022 - R$ 62.640.445,47
Acréscimo de 13,9%

Poá
2021 – R$ 11.648.003,37
2022 – R$ 12.474.572,92
Acréscimo de 7%

Arujá
2021 – R$ 20.264.516,40
2022 – R$ 26.006.923,73
Acréscimo de 28,3%

Itaquaquecetuba
2021 – R$ 31.975.804,01
2022 – R$ 35.976.316,03
Acréscimo de 12,5%

Guararema
2021 – R$ 8.253.040,44
2022 – R$ 9.556.462,66
Acréscimo de 15,7%

Ferraz de Vasconcelos
2021 – R$ 14.037.293,07
2022 – R$ 15.952.230,58
Acréscimo de 13,6%

Santa Isabel
2021 – R$ 7.230.096,12
2022 – R$ 8.132.880,27
Acréscimo de 12,4%

Biritiba Mirim
2021 – R$ 2.864.329,6
2022 – R$ 3.213.072,96
Acréscimo de 12,1%

Salesópolis
2021 – R$ 2.180.891,27
2022 – R$ 2.394.873,95
Acréscimo de 9,8%

Total regional
2021 – R$ 216.660.443,54
2022 – R$ 446.477.386,55
Acréscimo de 13,8%

*Texto supervisionado pelo editor. 

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News