Turismo

Município se destaca na região pelas belezas naturais

Everton Dertonio*
24/04/2022 às 05:30
Atualizada em 24/04/2022 às 08:23.
Divulgação

O Pau D'alho é considerado o cartão-postal de Guararema - FOTO: Divulgação

Guararema - Confortável e acolhedora, a cidade diz "olá" com a natureza e suas simpáticas capivaras. A história, seja por meio da arquitetura ou das lembranças, é a fonte principal do turismo da cidade. Localizada no extremo leste de São Paulo, a 81 quilômetros da capital paulista, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2021, o município tem 30.465 habitantes. São 270,816 km² de área territorial.

Braz Cubas foi o primeiro bandeirante a pisar em solo guararemense, por volta de 1560, quando a cidade ainda nem era cidade e muito menos tinha este nome. A informação é do livro "Guararema - Suas Belezas e Histórias", de Miliane Moraes, Marta Vicentin e Suéller Costa, publicado em 2013, pela DAT Editora. Em 1608 o também bandeirante Gaspar Vaz obteve uma sesmaria em Mogi das Cruzes, e três anos depois fundou o aldeamento da Escada, para onde foram levados os índios catequizados. Este povoado foi entregue aos jesuítas em 1625, que, em 1652, construíram a primeira capela do arraial.

Inicialmente a capela recebeu o nome de Nossa Senhora da Conceição, mas logo passou a se chamar Nossa Senhora da Escada. O arraial da Escada passou a ser Freguesia da Escada e foi elevado à Distrito de Paz em 1872. A 3,5 km de distância da Freguesia, em 1875, foi construída uma capela para São Benedito. Aos poucos outras pessoas foram se alocando aos arredores da capela e o vilarejo foi chamado de Guararema, que em tupi-guarani significa Pau D'alho, em referência às árvores que ali haviam em grande número. Com a inauguração da Estrada de Ferro Central do Brasil (EFCB) em 1876, a sede do Distrito de Paz da Escada foi transferida para o povoado de Guararema, que virou município em 19 de setembro de 1899.

Entre as atrações turísticas da cidade, está o Recanto do Américo ou Pau D'Alho, como é mais conhecido, é um dos mais procurados pontos turísticos do município, que foi reurbanizado em 2011. Em meio a belezas naturais, os visitantes contam com quiosques, bancos, alambrados, decks com vista panorâmica, banheiros e lanchonete. As pontes que interligam a praça às ilhas foram todas construídas sob especificações de normas canadenses e levam o turista a diferentes pontos sobre as águas do Rio Paraíba do Sul.

Entre os destaques turísticos da cidade, está o Recanto conta com ampla e variada concentração de espécies de mata nativa, remanescentes da Mata Atlântica, além dos recursos fluviais e da centenária árvore Pau d'Alho, com 33 metros de altura.

A cidade tem também o Parque Municipal da Pedra Montada foi construído no entorno de uma sobreposição natural de pedras, cada uma medindo cerca de 9 metros de comprimento por 2,5 metros de altura. O visitante ainda pode estender o passeio até a Pedra do Tubarão, outra escultura da natureza com a forma do animal. O trajeto até este ponto se dá através de uma caminhada auto-guiada com grau de dificuldade moderada, com apoio de bancos para descanso ao longo do caminho.

Desde de março de 2018, o roteiro turístico inclui o Mirante Prefeito Gerbásio Marcelino, conhecido como "Morro do Gerbásio", que conta com a Praça Sérgio Lopes da Silva, foi aberto para a visitação com toda a infraestrutura necessária para se tornar um ponto de entretenimento, lazer, gastronomia e contemplação.

Destaque para o Trem de Guararema, que percorre o trecho entre a Estação Central da cidade e a estação da Vila Luis Carlos, perfazendo o total de 6,8 km. A Estação de Guararema, construída em 1891, foi totalmente restaurada e conta com infraestrutura e acessibilidade. O destino final da viagem é a Estação de Luis Carlos, datada de 1914, que também foi restaurada e dá acesso à revitalizada Vila de Luis Carlos, com gastronomia e outras atrações e comércios que conquistam os turistas.

*Texto supervisionado pelo editor.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News